"Pixaim" entra em cartaz no TEUNI

Blog Single
Espetáculo teatral gratuito que será apresentado no Teatro Experimental da UFPR tem inspiração em contos africanos

O espetáculo "Pixaim" estréia no próximo dia 11 de setembro, no Teuni (Teatro Experimental da Universidade Federal do Paraná), com entrada franca. Produzido pela Cia. Nossa Senhora do Teatro Contemporâneo, ele faz parte da programação de comemoração dos 30 anos de carreira do artista e produtor Isidoro Diniz.

A peça foi inspirada na antologia de contos contemporâneos de autores de origem africana Terra de Palavras, organizada por Fernanda Felisberto, e vai apresentar os textos dos brasileiros Lande Onawale ("Mukondo e A Bailarina") e Kátia Santos ("Meu Deus, Cadê Esse Menino!"). O título do espetáculo teve como referência o conto "Pixaim", de Cristiane Sobral, e também apresenta a poesia "Mulata Exportação", de Elisa Lucinda.

Sob direção de Rafael Camargo, "Pixaim" trata da questão da invisibilidade do povo afrodescendente brasileiro, abordando situações cotidianas da vida de negros e negras no Brasil. A narrativa é fragmentada, permeada por vídeos e imagens projetadas no palco que contextualizam a forte presença da cultura destas populações na nossa história.

A montagem conta com cinco atores negros em cena. "A idéia é mostrar a história e não reiterar apenas a escravidão. A forma como o negro é tratado hoje revela como eram tratados na época da escravidão e de como este imaginário se construiu e se manteve ao longo dos séculos", explica Diniz.


Texto contundente
Os fragmentos incluem depoimentos dos atores falando sobre preconceito e discriminação, inspirados nas experiências de cada um. "A intenção é dar voz às situações cotidianas, com o objetivo de identificar que o racismo brasileiro existe e, ao mesmo tempo, participar de um processo novo na sociedade brasileira que possa minimizar as questões relacionadas à cor, gênero, raças, religiosidades e orientação sexual. É na diferença que se constituem as identidades brasileiras", comenta a assistente de direção Kátia Drumond.

A estética do espetáculo valoriza a palavra e a imagem: apenas um espaço de cor branca e os atores. Não há figurino nem o tempo cronológico formal. "A tensão está na substituição de situações pelos atores em cenas entrecortadas com imagens fotográficas, vídeo e música. Um movimento de possibilidades de ser e estar replica o comportamento da intolerância, do preconceito velado e do desrespeito corriqueiro em situações cotidianas. Um quebra-cabeça é montado e o final fica a cargo do espectador", enfatiza Camargo.


Universos paralelos de discussão
A estréia oficial acontece no dia 11 de setembro, mas os ensaios já estarão abertos ao público a partir do dia 5. A peça fica em cartaz até 11 de outubro, e todas as sextas-feiras, após a apresentação, haverá um bate-papo aberto com convidados, abordando assuntos relativos à diversidade.

Os debates têm como temas A Visibilidade do Artista Negro em Cena, Religiosidade de Raízes Afro-indígenas; Políticas Públicas, Ações Afirmativas e Movimentos Sociais; A Lei 11.645/08: Cultura de Raízes Africanas e Indígenas e Cotas Sociais, Raciais e Reserva de Vagas para Indígenas.

Prosseguindo com o debate em torno da diversidade, no decorrer do mês em que a peça estará em cartaz, Kátia Drumond vai ministrar uma Oficina Corporal e Vocal no próprio Teune para uma instituição (a ser definida) que atue na área cultural e social com ações afirmativas.


Serviço
"Pixaim"
05.09 a 11.10 - de terça a domingo, às 21h
de 15 a 20 de setembro as apresentações acontecem às 19h.
TEUNI - Teatro Experimental da Universidade Federal do Paraná.
(Prédio Histórico da Praça Santos Andrade, 2º andar).
Reserva (41) 9942-1879 - produção.
Entrada franca


Ficha Técnica
Direção, produção e pesquisa: Isidoro Diniz
Direção: Rafael Camargo
Assistência de direção, pesquisa e direção de movimento: Kátia Drumond
Dramaturgia (roteiro): Rafael Camargo
Captação de recursos: Regina Vogue
Direção de arte: Áldice Lopes
Direção musical: Ricardo Verocai
Designer gráfico: Marco Minini
Iluminação e execução: Waldo Leon
Pesquisa de imagens: Leco de Souza e Marcel Szymanski
Edição de imagens: Leco de Souza
Elenco: Simone Magalhães, Cássia Damasceno, Cássia Gomes, Adriano Carvalhaes, Marcel Szymanski

http://www.isidorodiniz.com.br/imprensa.php

[PautaSJP.com e informações assessoria de imprensa Pixaim]

Mais imgens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: