Assindilitoral aponta R$ 3 mi como público no Litora do PR

Blog Single
Número é recorde segundo Associação de Hotéis, Pousadas, Restaurantes, Bares e Similares

O recorde de visitantes alcançado em 2008 dificilmente será batido, isso se novamente ocorrer um novo apagão aéreo, como ocorreu em 2008, somado a crise internacional que teve seu ápice em novembro de 2008, que ajudou assustar o mundo, como conseqüência desses fatos ajudou a retrair muitas as pessoas de viajarem a longas distancias e gastar em pacotes turísticos. Já em 2009 as chuvas e as tragédias em Santa Catarina fizeram com que as praias paranaenses fossem mais buscadas e visitadas por turistas do Brasil inteiro. Em 2010 o litoral paranaense andou com as próprias pernas sem interferência de problemas econômicos, intempéries de outros estados, somente o mês chuvoso de janeiro no estado ou de deslocamento infra-estrutura nacional, mesmo assim tivemos quase 3 milhões de visitantes nos 60 dias de temporada, numero bem inferior do que os 4 milhões de 2008.

A prova foi este carnaval que atraiu quase um milhão de pessoas que passaram o feriadão de Carnaval no Litoral paranaense, segundo a avaliação do presidente da Associação de Hotéis, Restaurantes, Bares, Casas Noturnas e Similares do Litoral (Asindilitoral), José Carlos Chicarelli. Esse número ainda é inferior a 2009, a diferença de 2010 é que tivemos mais atrações e organização que os anos anteriores, tanto que tivemos muitos visitantes de ultima hora. O exemplo de atrações foi Festival Sertanejo em Caiobá e novos empreendimentos em Praia de leste e as atrações de primeira qualidade das casas noturnas em Guaratuba.

Chicarelli avalia como positivo o movimento de turistas e os negócios feitos pelos empresários do setor. Circulou mais de 1 bilhão de reais somados os 7 municípios litorâneos. Ainda não bateu recordes como em 2008, que girou mais de 1,5 bilhão de reais, quando a média de ocupação de leitos dos hotéis e pousadas chegou a 98% e o número de visitantes ficou em torno de 1,3 milhão de pessoas no ano novo e mais no carnaval.

Porém, a alta temperatura e o tempo bom foram ótimos para levantar as vendas em Bares, restaurantes, lanchonetes, quiosques e animar a vida dos ambulantes. Este ano, as ocupações de hotéis e pousadas ficou em torno de 85%. ''O calor e o sol fizeram a diferença no Carnaval deste ano. '' A previsão de que o tempo permaneça quente nos próximos dias também é motivo de comemoração para os comerciantes, que esperam a ''esticada'' de turistas até o fim de março.

O desafio agora é colocar o litoral paranaense em pacotes turísticos de operadoras nacionais e ajustar os preços com a realidade, alguns comerciantes exageraram, principalmente é orientar os meios de hospedagem que pacote fechado de 5 dias nos dias atuais somente afasta as negociações e tem que haver flexibilidade de datas. Algumas prefeituras entenderam que a única saída econômica para o município é priorizar o turismo, infelizmente algumas ainda não enxergam dessa maneira.

Vale ressaltar que retomada e valorização do Litoral paranaense foi graças ao empenho e a dedicação do Governo do Estado do Paraná que priorizou nos ultimos 8 anos a segurança e lazer aos moradores e turistas, principalmente na busca pela qualidade e profissionalização do comercio e turismo.

O Assindilitoral juntamente com uma faculdade de Curitiba realizou pesquisa no mês de janeiro e no carnaval, este é o quarto ano da pesquisa, o resultado será disponibilizado em março.

Mais informações:
Jose Carlos Chicarelli
Presidente ASSINDILITORAL
(41) 9924-7102/9193-9980

Compartilhe esta notícia no Facebook: