Novo presidente da AFPM é da Chapa 02 - Sempre em Frente 03-May-10

André Pereira vai dirigir a Associação dos Funcionários Públicos Municipais pelos próximos dois anos


André Pereira vai dirigir a Associação dos Funcionários Públicos Municipais pelos próximos dois anos

O grupo vencedor da eleição da Associação dos Funcionários Públicos Municipais (AFPM), disputada na última sexta-feira (30), foi a Chapa 02 - Sempre em Frente, que terá como representante na presidência da entidade social o agente administrativo, André Soares Pereira, há 17 anos na Prefeitura e há 12 anos na Secretaria Municipal de Educação.

“Agradeço a confiança de meus colegas e acredito que os servidores da área da Educação fizeram a diferença. Eu sou filho de pedagoga e gosto muito deste setor. Durante a nossa gestão pretendemos realizar projetos sócio educativos”, anuncia o funcionário público, que recebeu 497 votos.

A Chapa 01 – Rumo ao Crescimento, encabeçada por Sidnei Peres Leal, teve 400 votos; a Chapa 03 – AFPM Independente: Associação para Todos, de Odevair Mathias, recebeu 430 votos; a Chapa 04 – Todos Juntos, Uma só Direção, de Valdevino da Silva, teve 214 votos; e a Chapa 05 – Renovação: Pela União e Trabalho, computou 239 votos.


Votação
O voto facultativo transcorreu normalmente nas três unidades organizadas para receber os servidores. Uma das votantes era a professora aposentada Valdinéia Bher. “Eu tenho orgulho de ter sido uma das fundadoras da associação ao final da década de 70. É importante o voto para que a entidade seja cada vez melhor”, disse Valdinéia Pereira.

Entre os fiscais, estava a pedagoga Edna Pereira. “Esta eleição vai ficar na história pois o clima é de amizade e respeito entre as cinco chapas concorrentes”, falou Edna Pereira.

“A qualidade na participação favorece todos os servidores”, acrescentou Luiz Pinto, funcionário na Secretaria de Meio Ambiente.


AFPM
A Associação dos Funcionários Públicos Municipais de São José dos Pinhais é uma entidade civil, de direito privado, de caráter social e sem fins lucrativos. Segundo seu Estatuto, não pode ter caráter político nem ideológico.

O objetivo principal é promover a integração e a confraternização entre servidores públicos municipais, agindo em defesa e luta dos interesses coletivos.

A diretoria eleita não recebe nenhuma remuneração pelo trabalho e os custos com as despesas – inclusive dos 12 funcionários - são arcados pela contribuição mensal de 1% dos vencimentos dos associados. A arrecadação mensal da AFPM gira hoje, segundo o atual presidente, Luiz Keppen, em torno de R$58 mil.

[PautaSJP.com e colaboração da jornalista Mauren Lucrecia]