Unidades de saúde em SJP abrem as portas mais cedo

Blog Single
A Secretaria Municipal de Saúde de São José dos Pinhais está iniciando o processo de transformação na forma de atendimento prestado à população. A partir de agora, as unidades básicas de saúde do município estão abrindo suas portas às cinco da manhã, com o objetivo de acolher as pessoas que, inevitavelmente, precisam ficar na fila de espera.

“O posto de saúde é um bem público, por isso estamos trabalhando o máximo para que as pessoas não sofram mais do que já estão sofrendo em virtude da doença. A vigília, que começa às cinco da manhã, irá recolher as pessoas que ficavam nas filas, para que elas possam esperar por atendimento de maneira mais confortável. Sei que ainda não é o ideal, mas é um bom começo”, afirma o secretário municipal de Saúde, Armando Raggio.

A primeira unidade a ter o chamado sistema de “vigília” implantado foi a Unidade Básica de Saúde São Marcos, sede matriz da Diretoria de Saúde Sul, que compreende os bairros São Marcos, Campo Largo da Roseira, Contenda, Malhada, Faxina e Castelhanos, com uma população estimada de 40 mil pessoas. “Estamos implantando um sistema de rodízio. Cada dia um técnico e um Agente Comunitário de Saúde vão até o posto e abrem as portas para acolher aqueles que estiverem na fila”, explica Raggio.

A ideia é ter todas as unidades atendendo com essa escala. Para isso, adaptações estão sendo realizadas, como na Unidade Básica de Saúde Padre Pedro Fuss (Veneza), na qual um galpão que pertencia ao posto e que estava sendo inutilizado está começando a passar por adaptações. “Temos uma estrutura muito boa, com um bom espaço para acomodar as pessoas. Agora, vamos passar por uma reforma para que possamos dar melhores condições aos cidadãos”, diz o coordenador da Unidade Veneza, João Luiz Zem.

No horário que antecede as consultas, que se iniciam entre sete e oito horas da manhã, além de não ter que ficar nas ruas, a população pode contar com a distribuição de remédios, agendamento de consultas e outros serviços que podem ser efetuados sem restrições. “É uma questão de bom senso. Como eu sou auxiliar de enfermagem, tenho certa autonomia para encaminhar algumas coisas, para evitar filas. E isso é muito bom. Antes a gente chegava para trabalhar e tinha uma fila enorme. Ou seja, a gente já chegava estressado. Agora está bem melhor. Afinal, são pequenas mudanças que vão transformando as coisas para melhor”, ressalta Kellen Machado, que trabalha na Unidade.

Para a comunidade, a abertura antecipada das portas das unidades só traz benefícios. Para a dona de casa Ivone Mendonça Ferreira, o acolhimento se deu na hora certa. “Agora, com a chegada do inverno, vai ser ótimo, porque a gente não vai mais precisar ficar na chuva ou no frio”, diz ela, que chegou ao posto às 5h30. “Eu já cheguei a ficar na fila uma noite inteira. Ainda não é o ideal, porque eu acho que precisamos de um posto 24 horas, mas sei que ninguém faz milagre, por isso, esse já é um começo, e está sendo muito bom”, conclui Clodoaldo Aparecido Cândido, operador de máquina.

Assessoria de Imprensa da Prefeitura de São José dos Pinhais

Compartilhe esta notícia no Facebook: