G1.com fez um levantamento sobre a disputa presidencial

Blog Single
Primeira mulher
Com 56,05% dos votos válidos, Dilma Rousseff (PT) será a primeira mulher a governar o Brasil. A petista será ainda a 11ª mulher a ocupar o cargo de presidente na América Latina, sendo a oitava eleita. Outros oito países latino-americanos tiveram uma mulher presidente: Bolívia, Haiti, Nicarágua, Equador, Guiana, Panamá, Chile e Costa Rica.

Empate
Entre as 80 cidades brasileiras que têm mais de 200 mil eleitores, Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) venceram em 40 cada um. Na soma desses municípios, a petista obteve 52,22% dos votos válidos, contra 47,78% do adversário tucano.

Domínio
A petista Dilma Rousseff ganhou em todos os municípios de quatro estados: Pernambuco, Maranhão, Amazonas e Amapá. No Ceará, José Serra só conseguiu vencer em uma única cidade. Ele liderou a apuração em Viçosa do Ceará, onde teve 51,36% dos votos.

Pouca diferença em BH
Entre os colégios com mais de 200 mil eleitores, a disputa mais acirrada entre Dilma e Serra ocorreu em Belo Horizonte (MG), cidade natal da petista. Apesar do apoio do ex-governador e senador eleito Aécio Neves (PSDB), Serra venceu com uma pequena margem na capital de Minas Gerais. Foram 662.232 votos, contra 651.989 da petista.

Vitória larga na terra de Fidel
Fora do país, Dilma teve quase todos os votos em Havana, Cuba, terra dos irmãos Castro. Foram 248 votos (ou 97,64%), contra apenas seis de José Serra (2,36%).

Maior vantagem
Calumbi (PE) registrou a maior vantagem de Dilma Rousseff. Ela recebeu 96,51% dos votos válidos, contra 3,49% do adversário do PSDB. A vitória mais folgada de Serra foi em Porto Acre (AC), onde recebeu 80,33% dos votos válidos, contra 19,67% da adversária.

Disputa mais acirrada
As duas maiores ocorrências de equilíbrio no segundo turno foram registradas em Jaraguari (MS), onde Dilma ganhou por apenas um voto de vantagem (1.539 contra 1.538), e em Caiçara do Rio do Vento (RN), onde Serra recebeu 1.160 votos, contra 1.159 da petista.

Resultados semelhantes
Quatro cidades tiveram um resultado na eleição presidencial muito parecido ao registrado no país. Em Santa Maria do Herval (RS), Dilma somou 56,03% dos votos, e Serra, 43,97%. Em Maçambara (RS), a petista venceu por 56,04% a 43,96%. Em Diorama (GO), Dilma teve 56,06%, e Serra, 43,94%. Em Luís Antônio (SP), a candidata do PT liderou por 56,07% contra 43,93%.

Governadores
Com o resultado do segundo turno, o PSDB conquistou o maior número de estados: oito (São Paulo, Paraná, Minas Gerais, Goiás, Tocantins, Pará, Roraima e Alagoas). O PSB soma seis governadores (Amapá, Piauí, Ceará, Pernambuco, Paraíba e Espírito Santo).

Virada
Dois estados tiveram virada no segundo turno em relação ao primeiro turno da eleição para governador. No Amapá, Camilo Capiberibe (PSB) derrotou Lucas (PTB). Em Roraima, Anchieta (PSDB) reverteu o placar contra Neudo Campos (PP).

Menos de 1%
Em Roraima, a diferença entre os dois candidatos ao governo que disputaram o segundo turno foi menor que 1%. Anchieta (PSDB) foi eleito com 50,41% dos votos válidos, contra 49,59% do adversário Neudo Campos (PP), que tinha sido o mais votado no primeiro turno.

Maior percentual de brancos
A cidade mineira de Dores de Campos teve o maior percentual de votos em branco do país. O município registrou 5,86%. Depois aparecem Monções (SP), com 5,18%; Grossos (RN), com 4,93%; e Desterro de Entre Rios (MG), com 4,89%.

Menor percentual de brancos
O município de São Félix do Tocantins (TO) registrou apenas um voto em branco (0,14%), menor percentual entre todos os municípios do país. Tonantins (AM) ficou em segundo, com 0,18%, seguido por outra cidade amazonense, Maraã, com 0,23%.

Maior percentual de nulos
Com 12,55%, Cacimbas (PB) registrou o maior percentual de votos nulos do país. Em Geminiano (PI), 11,98% anularam o voto. Em Patos do Piauí (PI), o índice ficou em 11,75%. Outra cidade piauiense, Ribeira do Piauí, teve 11,59% de votos nulos.

Menor percentual de nulos
Em Santa Rita do Trivelato (MT), apenas dez dos 1.075 eleitores que compareceram às urnas anularam seus votos (0,91%), menor percentual registrado no país. Em Westfália (RS), o índice ficou em 0,94%.Em Entre Rios do Oeste (PR), ficou em 1,03%

Compartilhe esta notícia no Facebook: