Resgate da Praça Getulio Vargas marca início de revitalização em SJP 17-Feb-11

Ao final da obra a população terá um espaço de convivência


A Prefeitura de São José dos Pinhais iniciou nesta semana o resgate de um importante centro de convivência da cidade, a Praça Getúlio Vargas. Ao final das obras a população terá uma estrutura completamente revitalizada onde até pouco tempo atrás funcionava o terminal central do município. Além do resgate de identidade da Caixa d’Água, um importante marco da cidade, o projeto prevê fonte, playground, bicicletário, iluminação reforçada, mobiliários diferenciados, recomposição do piso original e arborização. As mudanças fazem parte do programa Revitaliza São José, que ainda prevê uma ampla reforma no centro de São José dos Pinhais incluindo a Praça 8 de Janeiro e o Bosque da Usina do Conhecimento.

“Queremos que a Praça Getúlio Vargas volte a ser o que era antes da instalação do antigo terminal, um espaço de lazer em São José dos Pinhais. Faremos o resgate do espaço, com valorização da Caixa d’Água, um marco do nosso município que não pode ser esquecido”, diz o prefeito Ivan Rodrigues.

De acordo com o secretário de Urbanismo, Luis Scarpin, a revitalização da Praça Getúlio Vargas é apenas o início da primeira etapa de obras, que ainda engloba a Praça 8 de Janeiro, onde encontra-se a Catedral da cidade, e o trecho entre as duas praças, onde fica a Biblioteca Municipal Scharffernberg de Quadros. Cerca de R$ 2 milhões estão sendo investidos nessa fase do projeto.

“Cada local terá suas características específicas, porém, o mais importante é que iremos transformar as praças em locais adequados para os sãojoseenses se encontrarem e levarem seus filhos”, avalia Scarpin.

Um dos destaques das mudanças, além do resgate da Caixa D’Água e construção de um espelho d’água em volta do monumento, é a recomposição do piso original de petit pavê da década de 80. A reforma também atenderá os quesitos segurança e acessibilidade, já que prevê a continuidade do módulo da Guarda Municipal no ambiente e a colocação de pisos táteis, para auxiliar o deslocamento de deficientes visuais. Outras 37 vagas de estacionamento serão criadas, novas árvores plantadas junto a bancos, lixeiras e floreiras, formando um espaço de convivência.

“Praça é um elemento essencial para uma cidade como espaço de lazer. Por isso essa revitalização foi muito bem pensada e com certeza o resultado final agradará a todos”, afirma o diretor-geral da Secretaria de Urbanismo, Cervantes Ayres Filho.

Em relação aos comerciantes instalados na praça Getulio Vargas, Scarpin esclarece que todos foram avisados formalmente do projeto da Prefeitura e que poderão concorrer na licitação dos espaços comerciais do novo Terminal Central.


Etapas
Os demais pontos do centro de São José dos Pinhais que devem passar por reformas terão suas obras iniciadas ainda neste ano. O Bosque da Usina do Conhecimento está com o projeto pronto e será aberta em breve licitação. A Biblioteca Municipal Schaffernberg de Quadros e o Museu Atílio Rocco está em fase de projeto, assim como o Centro de Vivência João Senegaglia.

“Todos esses locais fazem parte da história da nossa cidade e serão reformados para proporcionar ao sãojoseense uma cidade cada vez melhor e que cuida da sua história”, completa o secretário Scarpin.

Assessoria de Imprensa Prefeitura de São José dos Pinhais