Duas partículas de hidrogênio e uma de oxigênio

Blog Single
Criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1992, o Dia Mundial da Água é comemorado todos os anos em 22 de março. O objetivo do dia especial é estimular a discussão social acerca dos diversos temas relacionados a esse recurso natural indispensável ao ser humano.

Além da data oficial, a ONU também apresentou, à época, a “Declaração Universal dos Direitos da Água”. Trata-se de um documento que apresenta uma série de medidas, sugestões e informações que objetivam despertar a consciência ecológica da população e dos governantes para a questão da água. O texto serve de base para a adoção de políticas de uso racional e sustentável da água elaboradas por governos e organizações ao redor de todo mundo.

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente (MMA) a água cobre 75% do planeta e está distribuída em rios, mares, corre recôndita nas rochas e também está presente no subsolo. O órgão aponta ainda que, no Brasil, está localizada 12% de toda a água doce que existe no mundo, da qual apenas 2,5% é doce.

Além de indispensável à vida humana na terra e à manutenção de milhares de atividades econômicas industriais - além da agricultura e da pecuária -, a água representa ainda uma parte importante da cultura socioeconômica brasileira, especialmente no Paraná. Ela é responsável por movimentar as turbinas da maior usina hidrelétrica do mundo em produção de energia, a Itaipu Binacional - localizada em Foz do Iguaçu. Também encanta anualmente mais de 1 milhão de visitantes de todas as partes do mundo no maior conjunto de quedas d'água do planeta, as Cataratas do Iguaçu – na mesma cidade.

O território nacional abriga ainda o Rio Amazonas - mais extenso da Terra -, além da maior área úmida do planeta, o Pantanal. Toda essa água merece atenção, cuidado e reconhecimento da sociedade civil. O Dia Mundial da Água pode ser uma boa oportunidade para que cada um reveja seus próprios conceitos a respeito de como se relaciona com esse importante recurso natural.

A Consultora do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Maria Raquel de Carvalho, explica que é importante que as pessoas tenham uma visão sistêmica ao pensar na água, ou seja, o recurso é parte de um ecossistema e, caso falte, provocará uma reação em cadeia. "A sociedade precisa unir esforços para preservar todos os corpos de água e suas matas ciliares também, sem eles a vida a terra fica ameaçada", enfatiza.

Para o vice-presidente do Conselho Regional de Biologia do Paraná (CRBio-07-PR) a data oficial deve ser encarada como um dia de reflexão e também de celebração. “Há muitos desafios para a sociedade, em especial para os gestores públicos que devem normatizar os usos múltiplos das águas dentro de parâmetros da sustentabilidade, enfrentando desafios como o adensamento urbano e as mudanças climáticas” explica.

No Brasil, aponta o manual de implementação do Plano Nacional de Recursos Hídricos, cerca de 68% das águas que se encontram na superfície estão na região norte. O levantamento indica ainda que são as reservas subterrâneas que suprem 51% da água potável consumida pela população brasileira.

Para quem quiser se aprofundar no assunto e entender um pouco mais sobre esse importante recurso, a revista BioParaná pode ser uma boa opção de leitura. Publicada pelo CRBio-07-PR, sua próxima edição traz uma reportagem especial sobre a proteção das águas do planeta. A revista estará disponível on-line no site do Conselho a partir da próxima semana.

Savannah Comunicação

Compartilhe esta notícia no Facebook: