Do Lixo ao Luxo

Blog Single
A abertura da Semana do Meio Ambiente na Brose do Brasil contou com um desfile do renomado estilista curitibano, Edson Eddel, que vestiu colaboradoras da empresa com modelos confeccionados a partir de material reciclável.

Há três anos, o estilista apostou na otimização de modelos de coleções passadas com materiais reaproveitados do lixo como lonas, sacos plásticos,sacos de estopa, latas e lacre de alumínio e jornal. De acordo com Edson, apostar em sustentabilidade é uma tendência. “Fazer parte de projetos como este chama a atenção das empresas para que se espelhem e se comprometam com algo que de fato é importante para a consciência de todo cidadão”, destaca.

Durante toda a semana, a Brose do Brasil promove ações e programas com o objetivo de reforçar a necessidade de pensar formas diferentes e buscar alternativas de preservação ambiental para a melhoria da vida no planeta. Nesta quinta-feira (09), uma exposição de pufes confeccionados por um colaborador da empresa a partir de resíduos gerados na fábrica vai destacar a importância da coleta seletiva e da reciclagem, bem como orientar cada funcionário sobre este trabalho. Durante a semana, quem visitar a fábrica terá a oportunidade de conhecer trabalhos feitos pelos colaboradores a partir de materiais recicláveis.

"O objetivo desta semana é ressaltar a importância das ações preventivas e sustentáveis que precisamos ter em relação ao meio ambiente. Estamos em um momento em que a preocupação ambiental já é um aspecto essencial entre as empresas e seus colaboradores. Nossa proposta é evoluirmos cada vez mais com projetos de sustentabilidade, e assim conscientizar os nossos colaboradores a levar esta ideia para suas vidas” , reforça Robson Silva, Engenheiro do Departamento de Qualidade e Meio Ambiente da Brose.

O fechamento da Semana do Meio Ambiente vai contar com a plantação de mudas de árvores nativas e frutíferas no entorno da fábrica como pontapé inicial do projeto de compensação de carbono realizado pelo Departamento em parceria com o IAP e Emater. Até o fim do ano, a empresa vai plantar cerca de cinco mil mudas para neutralizar as emissão do gás e reforçar a necessidade de pensar formas diferentes e buscar alternativas de preservação ambiental para a melhoria da vida no planeta.


Compartilhe esta notícia no Facebook: