2ª reportagem sobre maconha na praça de SJP gera flagra de coca

Blog Single
O PautaSJP.com voltou ontem (19), às 15h30, na Praça do Verbo Divino, para entrevistas como continuidade da reportagem anterior a respeito do aumento de consumo de maconha no espaço de lazer, que fica no centro de São José dos Pinhais. Na escadaria do local, que leva à Rua Veríssimo Marques, do lado da Câmara Municipal, dois jovens estavam com canudos de refrigerante à boca. Os canudinhos estavam pela metade e seriam usados para o consumo de cocaína.

Um dos rapazes tinha a carteira de documentos no corrimão de alvenaria da escada e usava o cartão do CPF para ajeitar uma pequena carreira de cocaína. Na parte de cima da escada, um homem notou o interesse da reportagem que estava de olho nos dois jovens. Ele se aproximou, se identificou como policial e desceu as escadas para “enquadrar” os dois rapazes.

Depois, segundo o policial civil, ele constatou que eles são menores de idade. A droga, ainda de acordo com o policial, deve ter sido jogada no chão na hora da abordagem e os meninos foram liberados.


Diminuição de usuários da academia
A Academia ao Ar Livre instalada na Praça do Verbo Divino completou mais de um ano de funcionamento. De acordo com pessoas que usam os equipamentos, houve queda na freqüência principalmente das mulheres. “A maioria que utiliza a academia são mulheres e elas ficam mais intimidadas em relação aos homens com o pessoal fumando maconha aqui”, disse um senhor de idade e frequentador dos equipamentos, que não quis se identificar.

Ao seu lado, fazia exercícios uma mulher que veio para São José dos Pinhais e disse que usava crack. “Casei e vim para São José dos Pinhais morar no bairro São Domingos. Foram 15 anos no crack e o meu marido está me ajudando a ficar sem a droga. Há quase dois meses que não ponho nada na boca”, comentou a mulher, que não critica os usuários de maconha na praça, mas prefere ficar longe. “Quando a gente sente o cheiro dá vontade, mas quero sair dessa vida”, projeta a frequentadora da praça que também quis manter o anonimato.


Associação quer mais ações sócio educacionais
Para o presidente da Associação dos Moradores do Centro de São José dos Pinhais, Cristiano Bassa, a presença do Poder Público nas áreas de lazer deve ser constante. “Não apenas atividade de esporte e cultura no fim se semana, mas em todos os dias, seja artesanato, basquete, contação de histórias, entre outras possibilidades”, aponta Cristiano Bassa.

“O usuário está em um processo de autodestruição e não deve ser punido, mas no caso de usar droga em espaços públicos, como a praça, sou contra, pois as famílias deixam de frequentar estes locais, como a Academia ao Ar Livre. A única alternativa são ações de conscientização voltadas à Educação”, afirma Cristiano Bassa.

PautaSJP.com




Mais imgens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: