SJP será pólo da literatura nacional nas próximas semanas

Blog Single
São José dos Pinhais sUma atração cultural inédita deve agitar os próximos dias em São José dos Pinhais, a 1ª edição do Festival Literário de São José dos Pinhais e Região Metropolitana (Flijo), nos dias 3 a 13 de novembro. A programação do evento, em pleno calçadão da XV, no centro da cidade, deve inseri-la na rota dos grandes eventos literários do Brasil. As presenças do cantor e escritor Martinho da Vila e do roteirista Alcione Araújo, entre outros, já estão confirmadas para o evento.

Entre os nomes já confirmados para o festival também figuram Pedro Bandeira, roteirista e escritor; Maria Tereza Maldonado, consultora e psicoterapeuta, especialista em bullying; Cléo Busatto, mediadora em projetos sobre oralidade, leitura e literatura infanto-juvenil; Sérgio Pereira Couto, jornalista e escritor, editor-assistente de revistas de tecnologia; Dalton Luiz Gandin, poeta são-joseense; Gustavo Martins, escritor e redator publicitário; Edson Rossatto, especialista na escrita de nanocontos com exatos 100 caracteres; Júnior do Bode, poeta e cordelista, entre outros.

De acordo com o secretário municipal de Cultura, Christian Bundt, a programação do festival será nas ruas, com atividades variadas, populares e muitos livros a preços acessíveis. “Queremos desmistificar o livro como algo apenas para pessoas ricas ou intelectuais. Vamos incentivar a leitura, popularizar o livro e formar leitores”, afirma. Esta será a primeira edição do festival – até o ano passado, São José dos Pinhais promovia anualmente uma Feira do Livro, mas sem a programação repleta de mesas redondas, oficinas e palestras de autores consagrados nacionalmente.

O festival tem a pretensão de ser uma ação de incentivo à leitura, um passo que São José dos Pinhais está dando a frente de outras cidades. “O único evento semelhante a este no Paraná é a Bienal do Livro de Curitiba”, afirma Christian. Segundo o secretário, o festival busca o alinhamento com as políticas de incentivo à leitura nacional e estadual, através do apoio da Fundação Biblioteca Nacional e da Biblioteca Pública.

Segundo o chefe da Divisão de Artes Plásticas e Literatura da Secretaria Municipal de Cultura, Lisandro Vieira, a cidade pretende se tornar referência com este evento. Para Lisandro, a riqueza e variedade das atrações agregam valor e enriquecem o debate cultural. “Nós buscamos exemplos próximos das pessoas, como o sambista Martinho da Vila, que tem origem humilde e poucos sabem ser um escritor com dez livros publicados”, completa.

Literatura de cordel, lançamento de livros e apresentações musicais serão algumas das atividades que completarão a programação, que terá também contação de histórias, bate-papos, palestras e homenagem aos 71 anos da Biblioteca Pública Municipal Scharffenberg de Quadros.

Também estão programadas atividades paralelas ao festival, como o Encontro Regional de Atendentes de Bibliotecas Públicas do Paraná, a 7ª edição do Encontro de Corais e a premiação do Concurso de Linguagens – Prêmio de Literatura Leopoldo Scherner e Prêmio de Fotografia Sebastião Cortes.

O Festival Literário está sendo organizado pela Secretaria Municipal de Cultura com o apoio da Secretaria Municipal de Educação. A estrutura para receber o evento será montada na Praça 8 de janeiro, em frente à Catedral. A entrada é franca para todas as atividades.

Assessoria de Imprensa da Prefeitura de São José dos Pinhais

Compartilhe esta notícia no Facebook: