Prefeitura de SJP planeja passeio pela memória com patinete elétrico

Blog Single
A Prefeitura de São José dos Pinhais planeja a implantação de um projeto turístico bem diferente. No Programa Passeio pela Memória, em que as pessoas conhecem ícones da cidade, como a Caixa D’água , a Catedral e o Centro Cultural João Senegaglia, os participantes poderão se deslocar em veículos elétricos. O chamado segway é uma espécie de patinete high-tech, também conhecido como andador elétrico. Mas, durante a apresentação da reforma da catedral, na Rua XV de Novembro, ontem (11), padre Aleixo aponta que a Prefeitura não presa a memória do município. “Que Memória?”, questiona o pároco da Paróquia São José.

“Houve a derrubada da antiga sede da Prefeitura. Nunca tivemos projetos de preservação de propriedades particulares, como os casarões da Rua XV de Novembro, sem contar a falta de cuidado com as praças do centro. Vivemos uma calamidade com uma grande poluição visual, em que os comerciantes abusam da publicidade, de forma que as fachadas parecem um varal de roupa. A nossa parte nós fizemos”, reclama padre Aleixo, após a realização da Missa Solene na Catedral, que marcou a inauguração da nova fachada do prédio e inclusão da rampa de acessibilidade.

Em frente da Catedral a Paróquia instalou um painel com imagens, em azulejo típico português, de casas instaladas no centro de São José dos Pinhais com referência ao ano de 1.900. “Sou a favor de iniciativas em que as pessoas sejam incentivadas em conhecer a sua história. Um segundo projeto começou a ser elaborado ainda antes da inauguração do painel. Já me falaram que seria possível identificar quais as famílias proprietárias destes casarões”, comenta o artista plástico e autor da obra, Marcelo Weber.

A dona de uma banca de jornal, em frente da Catedral, está ansiosa por novas ideias que aumentem a presença de transeuntes. “Estamos aqui há 10 anos, e a saída do terminal diminuiu muito o fluxo na Rua XV. Infelizmente a nova Lojas Americanas foi aberta mais à frente. Uma loja deste porte, perto da praça, daria mais movimento. Qualquer projeto neste sentido é importante”, diz a comerciante, Flora de Mattos.

PautaSJP.com

Mais imgens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: