Benefício do uso capião no bairro Del Rey é usado para comercializar terrenos

Blog Single
O uso capião deve ser utilizado como benefício caso um morador esteja há mais de cinco anos ocupando um terreno e o proprietário não tenha se manifestado. No bairro Jardim Del Rey o recurso se tornou uma oportunidade de ganhar dinheiro, incluindo em áreas da Prefeitura que são comercializadas ilegalmente e estão ocupadas a bem menos do que cinco anos. A reportagem do PautaSJP.com apurou que os terrenos são oferecidos em valores que giram entre R$ 25 a R$ 45 mil. Muitos moradores destes locais invadidos se utilizam de gatos nos postes de luz.

“Tenho seis terrenos de uso capião e os processos na Justiça estão quase desenrolados”, diz um especulador que mora no bairro. Segundo ele, restam poucas áreas que custam menos de R$ 45 mil.


Degradação ambiental
O Jardim Del Rey fica apenas a 8 km do centro de São José dos Pinhais, paralelo à BR 376, com milhares de hectares de área nativa proveniente da Mata Atlântica. A natureza exuberante deste bairro, que começou a ser explorado no ramo de venda de terrenos, casas e apartamentos há menos de três anos, está ameaçada. O descontrole fez com que a Prefeitura lançasse uma série de normas para minimizar a utilização indevida de uso capião, construções a menos de 50 metros de nascentes de rios, entre outras irregularidades citadas no Projeto Lei nº 431, de 18/11/2011.

A fiscalização, por parte da Prefeitura da cidade, se mostra ineficiente, e quem deveria fiscalizar é apontado como negligente. De acordo com uma fonte do PautaSJP.com, a rua 28 da quadra 11 não poderia existir, pois a chácara que ocupa o local está em área de preservação, e a entrada foi feita pela Prefeitura.

“De um lado é área de preservação e do outro também. Por que este trecho do portão da chácara não seria?”, questiona um morador da região, que preferiu não se identificar.

Sobre o fato de tratores da Prefeitura terem aberto o acesso à chácara, o PautaSJP.com procurou a Assessoria de Imprensa da Prefeitura e recebeu a informação de que um secretário ou representante será indicado para falar a respeito.


Luz de graça
A reportagem do PautaSJP.com flagrou moradores de áreas ilegais fazendo gatos em postes de luz da Copel. Na Rua Osmar Plinio Caldeira é montado um disfarce para que os fios de luz não sejam vistos por quem passa na via. O gato começa na parte de cima e percorre a parte de trás do poste, e segue enterrado no chão.

PautaSJP.com






Mais imgens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: