Treinamento custa menos do que não realizá-lo


Confira a segunda matéria sobre capacitação com especialistas em gestão

Blog Single “Para obter qualidade no que fazemos é necessário treinar, treinar e continuar treinando com resultados”, diz Teófilo Belém Junior, do Cebraes [Foto PautaSJP.com]
Diferentes áreas das organizações empresariais propagam que custos também são investimento. Na área de treinamento empresarial esta observação é extremamente coerente com a busca por crescimento econômico.

Para o especialista em Gestão da Produção e da Qualidade, Teófilo Belém Junior, o investimento em capacitação deve fazer parte das prioridades dos empresários para alcance das metas estabelecidas de aumento de lucro.

“O efeito da qualificação de funcionários, diretores e proprietários se propaga imediatamente na qualidade das relações internas da empresa e para com o cliente. Aplicar 2% em recursos para capacitação pode gerar, como projeção aleatória, 20% de mais receita”, diz Teófilo Junior.

“Conceitos como inovação, melhoria da produção, implantação de novos produtos e serviços somente possuem embasamento quando há treinamento, sendo ao contratar e acompanhar o trabalho dos participantes da qualificação”, fala o consultor do Centro Brasileiro de Educação e Sustentabilidade (Cebraes), que atua no desenvolvimento de diversos treinamentos, incluindo para certificações Isso 9000 e Isso 14000.

PautaSJP.com

Compartilhe esta notícia no Facebook: