Assis Manoel fala da dissolução da executiva municipal do PSDB

Blog Single
Indignado com a notícia da dissolução da executiva municipal do PSDB, o presidente do Legislativo, professor Assis Manoel Pereira usou da tribuna, na sessão ordinária desta quinta-feira (22), para comentar os fatos.

De acordo com as informações divulgadas pela imprensa, o diretório estadual do partido recebeu uma carta de renúncia de mais de 50% dos membros do diretório em São José dos Pinhais. Na ocasião, foi indicado o deputado estadual Francisco Buhrer para presidência da executiva municipal provisória, juntamente com Gean Celli, Valdemar Maoski, Alessandro Hendler e Valdívia Lima.

Para Assis, que foi eleito presidente do PSDB na cidade em 2011, a notícia causou surpresa. “Não fomos consultados e nem nos perguntaram se gostaríamos de assinar esta carta, uma vez que fazemos parte do mesmo partido”, disse.

Ainda, segundo ele, as assinaturas foram obtidas sem que as pessoas soubessem o que realmente estavam apoiando. “Muitos filiados foram enganados, achavam que estavam assinando apoio à administração atual. O diretório municipal, o qual sou presidente eleito por vias democráticas, já tomou as atitudes cabíveis. Não queremos um partido com donos, o PSDB é democrático e não merece estar passando por isso”, finalizou.

Os vereadores da legenda, Gastão Vosgerau e Carlos Machado apoiaram as palavras do presidente Assis. “Foi um ato de violência, uma rasteira no diretório municipal que foi eleito pelos filiados. Demonstro aqui me voto de repúdio ao deputado que não aceita as decisões tomadas, porém o partido não tem dono. Vamos atrás dos nossos direitos na justiça”, declarou Machado.


Assessoria de Imprensa Câmara de São José dos Pinhais

Compartilhe esta notícia no Facebook: