“Meus adversários políticos conhecem SJP, mas eu entendo ainda do Paraná e do Brasil”, fala Rodrigo da Rocha Loures

Blog Single
O PMDB lançou ontem (28) oficialmente o empresário e dono da Nutrimental, Rodrigo da Rocha Loures, como candidato a prefeito de São José dos Pinhais, em convenção realizada de noite na Câmara Municipal. O candidato a vice, segundo Rocha Loures, será divulgado em breve, e da mesma forma as legendas que poderão compor uma coligação. Sobre esta questão, o candidato reclama da intervenção dos diretórios estaduais do PV e do PDT que não querem que estas legendas venham para a sua campanha. Quanto aos projetos e ideias na sua primeira participação eleitoral na vida, aos 69 anos, Rocha Loures fala que os concorrentes na votação, como o prefeito Ivan Rodrigues (PSD) e Luiz Carlos Setim (DEM), conhecem bem São José dos Pinhais, mas ele também conhece o Paraná e o Brasil, e tem mais condições de contribuir para que a cidade tenha uma nova projeção em nível nacional e internacional.

PautaSJP.com - Em um evento no Senai de SJP, dia 10 de abril, o senhor negou ao PMDB o convite de ser candidato. O que mudou nestes dois meses?
Rodrigo da Rocha Loures - Na minha vida, pelo fato de ser um empresário de sucesso, tive muitos convites como esse, até mesmo para me candidatar em Curitiba. Sempre me envolvi nas eleições de São José dos Pinhais apoiando alguns candidatos. Mais recentemente, como presidente da Fiep, contribuí para o crescimento do Sistema S [Sesc-Senac-Sebrae-Senai-Sesi] no município, incluindo a implantação do novo teatro e espaço cultural do Centro João Senegaglia, que será inaugurado ao fim do ano. Eu refleti e após minha carreira empresarial consolidada acredito que chegou o momento de entrar para a vida pública, e sempre pensei que seria em São José dos Pinhais.

PautaSJP.com - E o candidato a vice e possíveis partidos aliados?
RRL - Nós temos uma linha de pensamento e queremos um candidato a vice que venha somar conosco e que não gere conflito com a nossa plataforma. Quem sabe possamos ter um nome do próprio PMDB, tipo chapa pura, como o DEM formou. Existem outras legendas que estamos conversando, sendo o PDT e o PV, e o próprio PT, mas, infelizmente, diretórios estaduais estão se intrometendo na eleição municipal, o que restringe a possibilidade de escolha dos filiados a estes partidos. As executivas estaduais não conhecem a realidade do âmbito local.

PautaSJP.com - Nas eleições de 2010, o seu filho, o ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures, foi candidato a vice-governador com o senador Osmar Dias. Ele não conseguiu um apoio do Osmar pelo PDT para São José?
RRL - Como falei, estas questões da estadual se metendo nos interesses das executivas municipais causam mal estar. Temos filiados do PT que se identificam comigo e não com o prefeito Ivan.

PautaSJP.com - Em 2004, o PMDB, com o ex-vereador Nedson Karam, saiu candidato a prefeito, e em 2008 ele foi candidato a vice do prefeito na época, Leopoldo Meyer. Hoje, a legenda volta a pleitear a candidatura a prefeito. É melhor encabeçar uma chapa eleitoral?
RRL - Queremos oferecer uma alternativa aos eleitores para um novo discurso, uma nova visão sobre a cidade de conhecimento quanto a sustentabilidade, e o partido tem uma base de experiência e o nosso trabalho será referência para uma ampla inovação na administração municipal.

PautaSJP.com - Como o senhor vai responder às críticas por não morar em São José dos Pinhais?
RRL - Considerando todos os anos em que trabalhei na Nutrimental e fiz da empresa um marca conhecida no Brasil, posso dizer que passei mais tempo aqui do que na minha casa. Eu residia em Pinhais, pois a família de minha esposa tem propriedades naquela cidade. Com tantos compromissos pelo Brasil, passei a morar em São Paulo. Acredito que esta questão de morar ou não em São José é secundária. Claro que se eleito vou ficar radicado no município. Portanto, conheço São José dos Pinhais, além de ser um estudioso do Paraná e do Brasil, e também da América Latina. São José é uma cidade nova. Curitiba é uma cidade velha. Então São José é o futuro e quero proporcionar a esta cidade um crescimento de forma que haja maior propagação econômica e cultural no Paraná e em nível nacional e internacional.

PautaSJP.com - O PMDB atualmente não tem vereador. É uma dificuldade para a campanha?
RRL - O partido DEM possui apenas um vereador. São 25 candidatos a vereador pelo PMDB e eles se beneficiarão do fato de terem um candidato a prefeito para se elegerem.

PautaSJP.com

Mais imgens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: