A 25 dias da eleição, PautaSJP.com entrevista José Augusto

Blog Single
O PautaSJP.com inicia a segunda rodada de entrevistas com os candidatos a prefeito de São José dos Pinhais. Em agosto, as conversas trataram principalmente das coligações, pois os concorrentes à Prefeitura era candidatos oficiais a pouco tempo. Na nova série o objetivo é mostrar as ideias de planos de governo e os bastidores da eleição que acontece em poucas semanas. José Augusto Rodrigues é candidato pelo Partido Comunista Brasileiro (PCB). Ele era do Partido dos Trabalhadores (PT) e diz que não concordou há quatro anos do PT apoiar a campanha que deu vitória ao prefeito Ivan Rodrigues. Ano passado, se filiou ao PCB e, mesmo sem recursos financeiros para a publicidade eleitoral, tenta ocupar da melhor maneira possível os espaços nos debates de tv, rádios, sites e jornais.

1 PautaSJP.com - Quais as novidades da sua campanha a 25 dias da eleição. O partido tem candidato a vereador?
José Augusto - Não, temos somente candidato na majoritária. Não houve tempo hábil de montar uma base de candidatos a vereador. Agora, perto da votação, tenho mais apoio do PCB, mas, como tenho falado, a minha campanha é humilde, franciscana e objetiva.

2 PautaSJP.com - Como o senhor imagina São José dos Pinhais daqui a quatro anos, em 2016?
JA - Espero que a cidade esteja encaminhada na área da Saúde e no transporte coletivo, com as canaletas e ciclovias ligando os diferentes bairros, com a terceira pista do aeroporto funcionando e o turismo, o setor que mais cresce no mundo, gerando renda. Também com segurança para os moradores e comerciantes.

3 PautaSJP.com - Quem são os eleitores do candidato José Augusto?
JA - As pesquisas apontam que 40% dos eleitores de São José dos Pinhais são muito bem informados, os mais inteligentes do Brasil, e são os que promovem mudanças. Espero contar com este eleitorado para me eleger.

4 PautaSJP.com - O que o senhor pensa sobre a liberdade de imprensa? E como o senhor vê esta questão de em São José o jornal A apoiar escancaradamente o candidato B e o jornal C apoiar diretamente o candidato D?
JA - A imprensa é muito importante pois é onde tenho conseguido espaço, embora um jornalista que parece que não é jornalista tenha mandado um e-mail para mim tirando sarro da minha candidatura. O certo é ouvir as propostas e dar atenção aos diferentes lados como vocês do PautaSJP.com estão fazendo. Quanto aos jornais apoiarem diretamente um ou outro candidato, isto é algo que nas cidades de maior porte já não acontece mais, pois a imprensa destes municípios busca a neutralidade. Eu trabalho há muitos anos escrevendo em jornal, tenho jornal em Pontal do Paraná e em São José dos Pinhais e sei que uma posição direta em favor de um candidato é um desrespeito com o leitor.

5 PautaSJP.com - Um dos assuntos mais comentados nos debates foi a integração do transporte coletivo. São 61 mil passageiros que andam de ônibus dentro de São José e metade, sendo 35 mil, que saem da cidade. Matematicamente não vale a pena integrar, pois ainda haverá aumento da passagem para quem não se desloca para fora, não é mesmo?
JA - Sou a favor da integração porque quando um cidadão tem que se deslocar para buscar um serviço de saúde fora de São José ele precisa pegar ônibus para Curitiba, Campo Largo e outros municípios, porém, defendemos uma tarifa justa.

6 PautaSJP.com - Sobre a Saúde, o senhor fala em um grande hospital de base. Isto não é contra a tendência de uma descentralização dos serviços públicos?
JA - Em São José dos Pinhais a descentralização não funciona, o que existe é a peregrinação. Os pacientes saem dos postos de Saúde para buscarem atendimentos em outros locais da região metropolitana. A ideia de um hospital de base é como um grande shopping de serviços médicos, atendimento de casos simples, emergências e alta complexidade médica. São José é uma das primeiras em arrecadação e tem que ser uma das primeiras em Educação, Saúde e Segurança.

7 PautaSJP.com - Ao contrário de 2008, os cinco candidatos nesta eleição a prefeito não apresentam propostas. Falam apenas em aplicar recursos, porém, não dizem de que forma. Por que não há propostas neste ano?
JA - Educação, Saúde e Segurança são verbas com recursos pré-determinados que fazem parte da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). São verbas determinadas e com estes meios faremos muitos projetos até mesmo para prestar conta destes recursos.

8 PautaSJP.com - Quanto aos órgãos de Segurança, a Guarda Municipal, Polícia Militar e Polícia Civil?
JA - Guarda Municipal tem que cuidar do patrimônio público. A Polícia Militar que tem que fazer a segurança. Temos aqui a academia do Guatupê e o 17º Batalhão. O prefeito tem que atuar junto ao governo do Estado para ter mais efetivo. A delegacia central é um exemplo de que os policiais civis devem ter mais estrutura do governo do Estado. As celas da delegacia são um presídio. O certo é tirar a delegacia daqui. A Prefeitura deve doar uma área e o governo do Estado constrói.

9 PautaSJP.com - Que outras medidas administrativas o senhor pensa em aplicar?
JA - A cidade deveria ter uma união entre as secretarias, como o Centro Cívico em Curitiba, de forma que a Prefeitura e os demais órgãos municipais e estaduais trabalhem próximo.

10 PautaSJP.com - Palavra Livre candidato José Augusto.
JA - Temos apresentado as nossas propostas de um governo popular, com respeito e seriedade, inclusive teremos respeito ao resultado das urnas, e que o número 21 seja vitorioso em 07 de outubro.

PautaSJP.com

Compartilhe esta notícia no Facebook: