Rodrigo Rocha Loures é o entrevistado do PautaSJP.com a três dias da eleição

Blog Single
O candidato a prefeito de São José dos Pinhais Rodrigo Rocha Loures é entrevistado pela segunda vez pelo PautaSJP.com. Foram cinco entrevistas com os cinco candidatos após as convenções eleitorais e mais cinco conversas publicadas próximo das eleições. O empresário é a chamada terceira via na disputa eleitoral que tem as candidaturas do prefeito Ivan Rodrigues (PSD) e do deputado federal Luiz Carlos Setim (DEM) como as grandes campanhas para prefeito e candidatos a vereador. Rocha Loures respondeu questões como a possibilidade de seu filho, o ex-deputado federal Rocha Loures Filho sair candidato daqui a quatro anos, sobre o processo movido pela empresa da família contra a Prefeitura e ideias como a viabilização de um Centro de Convenções de âmbito internacional.

1 PautaSJP.com - Como está a sua campanha a três dias da eleição?
Rodrigo da Rocha Loures – Estou muito animado, tenho falado com centenas de pessoas por dia em muitos locais da cidade e sinto muita receptividade na nossa proposta de renovação de quadros e ideias com base no compromisso de implantarmos uma qualidade total na Prefeitura.

2 PautaSJP.com - De que forma o senhor concilia o trabalho de empresário e de candidato a prefeito de São José dos Pinhais?
RRL – Estou dedicado 100% à campanha, pois desde 2003 faço parte somente do Conselho de Administração da Nutrimental, quando me afastei para ser presidente da Federação das Indústrias do Paraná.

3 PautaSJP.com - É a primeira vez que o senhor sai como candidato a um cargo público. É verdade que pelo fato do seu filho, o ex-deputado federal Rocha Loures, ter praticamente o mesmo nome que o seu, caso o senhor perca a eleição, daqui a quatro anos teremos um Rocha Loures novamente candidato a prefeito de SJP, no caso, o Rocha filho?
RRL – O futuro a Deus pertence. É certo que me familiarizei com as peculiaridades de São José dos Pinhais e estabeleci muitos compromissos com os simpatizantes da nossa candidatura. Sinto que vou ganhar a eleição, mas, se não ganhar, estou determinado a me dedicar ao desenvolvimento de São José dos Pinhais.

4 PautaSJP.com - Um questionamento que já surgiu de seus adversários. Caso ganhe a eleição, não seria desconfortável a Nutrimental, sua indústria, vencer o processo que corre na Justiça, por causa da desapropriação da trincheira da Rui Barbosa, e o senhor estar na Prefeitura, e este órgão público pagar a indenização para a Nutrimental?
RRL – Quem decide isso é o Judiciário e não o prefeito. Trata-se de uma questão entre a Nutrimental e a Prefeitura, e uma questão como essa deve se esgotar em nível da Justiça. O valor que a Nutrimental recebeu a título de indenização não cobriu o que a empresa gastou para se adaptar, gerando prejuízo.

5 PautaSJP.com - Um dos projetos da sua campanha trata da viabilização de um Centro de Convenções e Eventos, como é essa ideia?
RRL – Este espaço é necessário também para as outras cidades metropolitanas e Curitiba. Seria um projeto de Parceria Público Privada em nível internacional. Um local de convenções para eventos mundiais.

6 PautaSJP.com - Duas perguntas sobre a Imprensa. A primeira sobre o seu pensamento em relação à liberdade de imprensa. O que pensa sobre isso?
RRL – Totalmente a favor e a favor da liberdade como um todo. Ela é fundamental para o interesse público.

7 PautaSJP.com - E o fato de em São José dos Pinhais haver jornal A que apoia candidato B e jornal C que apoia candidato D?
RRL – É democrático e muito comum nos Estados Unidos, na Inglaterra e Alemanha. Democracia é isso e deveria ser assim. Um jornal deve defender uma causa, tomar partido de algum candidato, defender a proposta para o eleitor. Um jornal não precisa ser imparcial. A imparcialidade não faz parte da política.

8 PautaSJP.com - Matematicamente, em São José dos Pinhais 61 mil passageiros pegam ônibus somente dentro da cidade para estudar e trabalhar, e 35 mil se utilizam de ônibus para irem às outras cidades. O senhor concorda que pelos números não valeria a pena a integração com Curitiba e outros municípios metropolitanos?
RRL – Isto deve ser tratado no âmbito das cidades vizinhas. Por exemplo, os funcionários da Renault são de diversos municípios. A população da Região Metropolitana tem essa integração como um imperativo sócio econômico e vou ser um paladino para promover essa integração.

9 PautaSJP.com - A sua visão quanto ao trabalho em conjunto da Guarda Municipal, Polícia Militar e Polícia Civil?
RRL – Outro imperativo. O papel do secretário de Segurança é ser um articulador da Segurança municipal e estadual, e inclusive com os sistemas privados.

10 PautaSJP.com - Palavra livre candidato Rocha Loures?
RRL – Temos nitidamente três candidatos disputando a primeira posição e sou o que oferece novas perspectivas, novas ideias e novos métodos. As propostas estão encontrando grande ressonância. Sendo eleito conservarei o que vale a pena conservar e abrirei espaço para que o novo surja.

PautaSJP.com


Compartilhe esta notícia no Facebook: