Mídia destaca Olimpíada das Mulheres em Pequim

Blog Single
Neste domingo (24) se encerrou a Olimpíada de Pequim. A mídia brasileira deve destacar como divulgação pós evento, que tivemos uma olimpíada feminina, quanto a participação brasileira, devido a posições inéditas das mulheres no pódio e também conquistas inéditas para alguns esportes... e foi isso mesmo.
No judô, após décadas com um quarto lugar no atletismo, o Brasil por meio da atleta Ketleyn Quadros da categoria leve (até 57 kg), ficou com um bronze, que marca a primeira medalha feminina em esportes individuais, e ainda teve dias depois um ouro, com Maurren Maggi no salto em distância, e “doze ouros” com a seleção brasileira feminina de vôlei.
Na vela, Fernanda Oliveira e Isabel Swan, conseguiram a primeira medalha para as mulheres neste esporte, com bronze na classe 470. E a londrinense Natalia Falavigna, bronze inédito para o Tae Kwon Do, feito que nem os homens conseguiram. Outras participações das mulheres a destacar foram as classificações que quase deram medalhas, como no revezamento 4X100 no atletismo, e no hipismo.

Compartilhe esta notícia no Facebook: