Trânsito em meio às obras do PAC da Copa de SJP vai entrar na fase de desvios

Blog Single
Após planejamento, desapropriação e construção de projetos de infraestrutura, as obras do PAC da Copa 2014 para as avenidas Américas e Torres (Comendador Franco), em breve, vão entrar no período em que mais os motoristas e pedestres sentem o impacto dos tratores nas ruas: desvios e congestionamentos. As duas avenidas terão novas trincheiras e sempre que tem este tipo de obra as ruas, por um período de médio prazo, ficam impedidas de circulação. A trincheira da Rui Barbosa, menos de dois anos da inauguração, dará lugar a duas novas pistas no caminho das torres de energia que estão sendo retiradas.

De março de 2013 a abril de 2014, os são-joseenses terão pela frente, conforme previsão da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec), órgão do governo do Paraná, 66 semanas de obras para melhorar o acesso da Capital ao Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais. O objetivo é a total revitalização entre o aeroporto e o Bairro Água Verde, onde está localizada a Arena da Baixada, Estádio do Atlético Paranaense, que receberá quatro jogos em junho de 2014.

De acordo com o diretor de Trânsito, Eduardo Umbria, do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran), a maior demanda para desvios das obras será na Avenida das Américas. “A Avenida das Torres possui ao redor ruas mais largas o que facilitará a montagem das rotas de fuga”, projeta Eduardo Umbria, ressaltando que as vias no entorno da Avenida das Américas são bem mais estreitas.

O comércio destas localidades está atento. O gerente de uma loja de produtos campeiros na Avenida das Américas, Marcelo dos Santos, está de olho nos projetos. “Vamos perder um pouco do calçamento na parte da frente da loja e quem sabe teremos mais de visibilidade da nossa fachada. A expectativa é que tudo fique melhor”, espera Marcelo dos Santos.

O presidente da Associação Comercial de São José dos Pinhais (Aciap), Adriano Derinievicz, comenta que deve haver uma reunião com os comerciantes da região e Prefeitura. “Como ocorreu na construção da trincheira da Rui Barbosa há alguns anos, a ideia é dar informação para que os empresários possam se organizar”, diz Adriano Derinievicz.


Projetos
Basicamente, haverá a construção de novas pistas na Avenida das Américas, na construção da canaleta de acesso do ônibus Ligeirão ao terminal de São José dos Pinhais, mais duas trincheiras, sendo no entroncamento das ruas Joaquim Nabuco e Claudino dos Santos.

Na Avenida das Torres serão retiradas nove torres entre o aeroporto e o portal da cidade, com a implantação de mais duas vias no local, além de trincheiras para diminuir os semáforos na avenida. Também haverá uma ligação com novas pistas entre a Avenida Salgado Filho, em Curitiba, com a Rua Joaquim Nabuco, em São José dos Pinhais, na frente do parque municipal. Na Joaquim Nabuco ainda está prevista uma trincheira de ciclistas e pedestres na altura do portal, para ligar o Parque Linear do Ressaca ao Parque São José dos Pinhais.

Os recursos federais, de quase R$ 50 milhões para a Avenida das Torres, e mais de R$ 20 milhões para a Avenida das Américas, possuem contra partida do Estado e Prefeitura. A execução é da Empresa Curitibana de Saneamento e Construção Civil (Empo).

PautaSJP.com


Mais imgens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: