Prefeitura de SJP e MP definem reconstrução de memorial da antiga sede do Executivo

Blog Single
No dia 13 de maio de 2011, o prefeito na época, Ivan Rodrigues, colocou em prática a ideia de uma nova sede para a Prefeitura. O antigo casarão da Rua Visconde do Rio Branco, que fazia parte do complexo de escritórios da Prefeitura, foi ao chão para dar lugar a duas torres, que seriam para abrigar diversas secretarias e demais serviços do Poder Executivo. Meses depois, a Justiça determinou que no local nada pudesse ser construído a não ser que o prefeito reerguesse o prédio do século 19. Ontem (08), o prefeito Luiz Carlos Setim e o Ministério Público (MP) assinaram termo de conduta para um futuro memorial.

O chamado Casarão dos Massaneiro foi construído em 1890 e era um dos prédios mais antigos do Paraná, sendo a residência de um dos primeiros prefeitos da cidade, João José Massaneiro. No século 20, foi ocupado como dormitório de freiras, onde também durante muitos anos funcionou uma escola de datilografia. Nos anos 80, foi incorporado como escritório da Prefeitura.

A proposta do memorial ainda possui participação do Conselho Municipal do Patrimônio Cultural (Compac). Antes do casarão ser derrubado, o Compac havia dado entrada no processo de tombamento, o que foi considerado pela Justiça como principal motivo para proibir a construção da nova sede. O prefeito Ivan Rodrigues chegou a dar declarações de que se tratava de um processo de tombamento e que não havia nada conclusivo na Justiça e que poderia demolir o local.

A Secretaria Municipal de Urbanismo prevê a construção de um memorial e de um portal similar à fachada do casarão, mantendo as características de esquadrias em forma de arco e identificando as diversas cores e materiais usados ao longo do tempo.

Também esta prevista uma parede onde será contada a história da construção do imóvel, bem como a da demolição e do memorial erguido. “Nós temos 270 dias para executar a obra deste memorial. Nos primeiros 90 dias, vamos dar inicio ao tramite licitátorio administrativo e junto com isso fazer a prospecção da área, a limpeza e até buscar possíveis materiais que tenham ficado nos escombros. A população pode esperar uma grande obra, um grande memorial”, projeta o secretário de Urbanismo, Marcelo Ferraz.

“Estamos felizes com o desfecho que teve esta ação. Agora podemos eternizar e proporcionar para a população de São José dos Pinhais uma lembrança desse patrimônio demolido, que ficará marcado em frente ao prédio da Administração Municipal”, falou o prefeito Luiz Carlos Setim.

PautaSJP.com

Mais imgens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: