Em pouco mais de um mês acontecem as eleições municipais

Blog Single
Desde 1992 São José dos Pinhais não tinha um cenário que parecesse tão equilibrado

As eleições municipais de 2008, marcadas para o dia 05 de outubro, acontecem em pouco mais de um mês. A campanha eleitoral na cidade, com a confirmação dos candidatos a prefeito e vereadores, completou dois meses. Com a proximidade do pleito, o final das Olimpíadas e o início do horário eleitoral na televisão, os eleitores passam a se concentrar mais na escolha do voto, e o quadro de intensões, entre os eleitores em dúvida, começa a se definir. Até o momento não houve divulgação de nenhuma pesquisa oficial de um instituto ou órgão, como o Ibope.
Em 29 de junho, após convenção do PSDB e PMDB, e as convenções dos outros partidos que ocorreram anteriormente, o cenário das candidaturas foi confirmado, e começaram as campanhas eleitorais com a divulgação definitiva dos nomes e coligações. Dias depois se iniciaram as propagandas por meio de placas, carros de som e matérias na imprensa.
Neste período de cerca de 60 dias, São José dos Pinhais apresenta um cenário muito interessante, onde talvez, desde as eleições de 1992, na disputa entre Dalgut (candidato do ex-prefeito Moacir Piovesan) X João Ferreira - que se definiu por pouco mais de 100 votos -, o município não tinha uma campanha tão equilibrada. Nesta época existiam, segundo o Tribunal Regional Eleitoral – TRE, 76.266 eleitores.
Entre as atuais coligações majoritárias, formadas pelos candidatos Leopoldo Meyer, Sandro Setim e Ivan Rodrigues, que trazem a grande parte das legendas, o número de plotagens em carros, placas em terrenos e residências, jornais, carros de som, entre outras formas de publicidade realizadas nas áreas centrais e interior da cidade, é praticamente o mesmo. Quanto a profissionais de comunicação também existe equilíbrio, pois todos dispõem de publicitários, jornalistas e marqueteiros de campanha.

Cenário inédito
O cenário de campanha também é uma novidade, devido a formação das coligações. Nas eleições de 2004, dos partidos que representam as quatro principais coligações do momento, muitos estavam filiados na campanha do atual prefeito, encabeçada pelo PSDB. Portanto, houve um “racha” entre quatro partes, sendo entre as coligações do candidato e prefeito Leopoldo Meyer, Ivan Rodrigues, Sandro Setim e do Partido Verde, agora representado pelo candidato Helcio Bino.
Outra questão interessante é como o eleitor assimilará a mudança de posição dos candidatos a vice-prefeito, pois o atual vice-prefeito, Toninho da Farmácia, é o candidato a vice dos Democratas, e o candidato a vice do atual prefeito Meyer, o Karam, na última eleição, era candidato a prefeito pela oposição.
E ainda existe a presença de um “cabo eleitoral” muito conhecido. Na campanha dos Democratas, o deputado federal e ex-prefeito Luiz Carlos Setim, é o principal divulgador da candidatura de seu filho, Sandro Setim.

Segundo Turno
De acordo com o IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, conforme pesquisa realizada no início do ano, São José dos Pinhais possui uma população de 272.530 habitantes, tendo um acréscimo, em relação ao número de moradores, a partir de 2007, de 8.908 pessoas, o que caracteriza um crescimento de 3,38%, um índice de aumento menor apenas que Paranaguá (3,73%), entre os municípios do Estado.
Para a realização de eleições com segundo turno é necessário um número de eleitores de 200 mil. Dados de 2006 do TRE, apontaram que São José dos Pinhais possuía 143.945 eleitores. Considerando-se o crescimento populacional de cerca de 10 mil pessoas por ano, talvez nas eleições para prefeito de 2016, a cidade tenha sua primeira eleição com dois turnos.

[PautaSJP.com]


Mais imgens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: