SJP recebeu mestres do Aikido

Blog Single
Em tempos do sucesso avassalador do MMA no UFC, uma arte marcial mantém a tradição de ensinar filosofia de vida, como treinamento constante, em que o confronto entre os praticantes não é o mais importante. No último fim de semana, houve um encontro em São José dos Pinhais de Aikido, na Associação Desportiva Sansão de Artes Marciais (ADESAM).

O evento teve a participação do mestre (sensei) Matias Oliveira, que veio de São Paulo e que ensina o Aikido Aikikai. Matias é representante do Aikido do sensei Kawai, mestre de Aikido, já falecido, que trouxe esta arte marcial do Japão há mais de 50 anos e se estabeleceu na capital paulista.

Sensei Matias coordenou os treinos de sexta a domingo, e participou da graduação dos alunos da ADESAM, academia que funciona na Rua Germano Schlogel, região central de São José dos Pinhais.

De acordo com Matias, realmente os interessados no Aikido buscam uma arte marcial diferenciada. “Não a consideramos uma forma de combate, pois não há competição. A questão da explosão e canalização da raiva contra um oponente é algo que está na natureza humana, mas é um sentimento simples. O grande desafio é a administração da própria capacidade de desempenho perante os outros”, avalia Matias Oliveira.

A implantação do Aikido em São José dos Pinhais completa quase uma década. “A cada ano nos fortalecemos e por meio destes encontros nacionais trocamos experiências e formamos mais professores”, conta Lincoln Ferreira, professor na ADESAM.

De acordo com o advogado, Fabiano Brito, a filosofia também é empregada no dia a dia. “O Aikido ajuda a administrar a tensão que vivemos no trabalho, pois a nossa agenda é pautada em prazos e isto gera uma grande pressão”, fala Fabiano Brito.

O Aikido é uma arte, com cerca de 100 anos, que ensina a não se opor diretamente ao adversário, mas envolvê-lo, utilizando a energia e agressividade do oponente, por exemplo, com torções. São décadas de estudo, incluindo sobre a anatomia do corpo, porque muito do que é empregado nas mobilizações, ataques e defesas é totalmente embasado na relação entre os órgãos, nervos e tendões. A prática ainda é a mais famosa quanto a possibilidade de um simples toque com a ponta dos dedos literalmente travar um agressor.

Informações na ADESAM 3081-3730.

PautaSJP.com

Mais imgens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: