Palestra marca novas ações de incentivo ao uso de bicicleta em SJP

Blog Single
O crescimento do uso da bicicleta é resultado direto do aumento dos problemas de trânsito como congestionamentos e poluições. Além da bike ser um meio de transporte eficiente devido ao ganho de tempo, a prática se tornou uma saída diante do estresse que é dividir ruas com os demais motoristas. José Carlos Belotto, da Universidade Federal do Paraná (UFPR), representante do Programa Ciclovida, foi o palestrante ontem (26) na Subseção São José dos Pinhais da OAB-PR, durante evento que marca novas ações para os interessados em pedalar no município.

“Não é uma questão apenas de países de primeiro mundo como Holanda, França e Dinamarca, que implantaram milhares de quilômetros de ciclovias e ciclofaixas, pois, em Bogotá, Capital da Colômbia, o carro está perdendo espaço para as bicicletas. Há mais de dez anos que acompanhamos esta questão em Curitiba e São José dos Pinhais, como uma cidade de médio porte, ainda tem possibilidades de implantar alternativas de mobilidade antes que as ruas do município fiquem totalmente congestionadas, como acontece na Capital”, projeta José Belotto, que trouxe na explanação a sua nova cartilha denominada Pedalando na Cidade.

Belotto é um dos coordenadores do Desafio Intermodal de Curitiba. “Há sete anos, acontece uma prova em que organizamos a saída e chegada de participantes com diferentes meios de locomoção, em horário de pico, com bicicleta, skate, correndo, ônibus, a pé, de carro, moto, entre outros, e o resultado é analisado pelo meio acadêmico, sendo as graduações e especializações em Arquitetura e Engenharia. E há sete anos a bicicleta é considerada o meio mais eficiente, por não poluir, ter um custo de aquisição menor, contribuir com a vida saudável, e demais benefícios”, avalia Belotto.

A explanação também teve a presença da advogada e coordenadora da Comissão de Direito e Educação no Trânsito da Subseção SJP, Gisele Barioni. \\\"A comissão preza o debate e a conscientização quanto a educação no trânsito para todas as idades\\\", disse Gisele Barioni.

O diretor do Departamento Municipal de Trânsito, Eduardo Umbria, pediu a colaboração dos ciclistas. \\\"A Prefeitura está aberta às ideias pois os projetos em obras e novas propostas de ciclovias devem ser embasados em quem mais vai utilizar as vias\\\", comentou Eduardo Umbria.

Ainda estiveram na palestra, integrantes do grupo Sanjo Bikers, e da Associação dos Ciclistas do Alto Iguaçu; e o presidente da Subseção, Carlos Vanderlei Mühlstedt. “A entidade cumpre seu papel de discutir estes temas tão importantes para a sociedade como o trânsito e possíveis alternativas”, destacou Vanderlei Mühlstedt.


Desafio Intermodal São José dos Pinhais
O empresário José Guilherme da Silva é o fundador do grupo Sanjo Bikers. “Eu trabalhei durante muitos anos em uma multinacional e neste ano investi em uma bicicletaria para trabalhar com a minha paixão que á a bicicleta e pretendo levar esta cultura para outras cidades. Depois do Desafio Intermodal de Curitiba, em agosto, vamos fazer o I Desafio Intermodal de São José dos Pinhais”, anuncia José Guilherme.

São José dos Pinhais possui apenas sete quilômetros de ciclovias e tem uma frota de mais de 150 mil veículos, sem contar o número circulante que vem de outras cidades diariamente, como de Curitiba.

O pequeno trecho de ciclovias da cidade contempla o Parque Linear do Ressaca entre a Avenida Rui Barbosa e o Parque São José dos Pinhais. Com as obras das trincheiras da Avenida das Américas e a segunda parte da obra do Parque Linear do Ressaca, em direção ao Aeroporto Internacional Afonso Pena, o número de ciclovias vai aumentar um pouco.

Contato Facebook Sanjo Bikers. Contato Programa Ciclovida: 3310-2725 e www.ciclovida.ufpr.br.

PautaSJP.com

Mais imgens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: