Campanha antifumo da Pref. SJP tenta ajudar dependentes do tabaco

Blog Single
A Prefeitura de São José dos Pinhais deu início a uma campanha antifumo para incentivar a diminuição do consumo do tabaco, com tratamento e por meio de palestras educativas sobre os malefícios do cigarro. O programa prevê consultas médicas e encontros abordando o vício. Outra ação de conscientização envolve o governo do Estado, que lançou campanha inédita para melhor destinação das bitucas de cigarros que poluem principalmente os espaços públicos.

Quem estiver em São José dos Pinhais deve se inscrever e passar por uma avaliação inicial onde são considerados detalhes sobre a saúde física e mental do paciente e também o histórico de tabagismo. Cada caso é avaliado e os adesivos antifumo, fornecidos pela Secretaria de Estado da Saúde, são entregues ao paciente após avaliação do médico responsável. O tratamento pode incluir também medicamentos.

As palestras da Secretaria de Saúde, através do Departamento de Promoção e Vigilância, acontecem em associações dos bairros, postos de saúde e igrejas. Informações do Programa Antitabagismo no endereço Avenida Rui Barbosa, n° 1291. Telefone: 3398-2764.


Menos lixo
A campanha do Governo do Paraná é intitulada Bituca no lixo: atitude de cidadão. A ação, coordenada pela Secretaria estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, tem participação das fabricantes de cigarros Souza Cruz e Philip Morris Brasil.

São convidados todos os estabelecimentos comerciais atendidos por essas empresas e que receberão o adesivo da campanha, que incentiva o descarte adequado das bitucas no lixo. A adesivação dos pontos de venda de cigarros acontece durante todo o mês de agosto nos 399 municípios paranaenses.

\\\\\\\\\\\\\\\"A bituca que vai ao chão tem dezenas de componentes químicos, e cedo ou tarde acabará em um rio e o contaminará\\\\\\\\\\\\\\\", disse o secretário do Meio Ambiente, Luiz Eduardo Cheida. O secretário lembrou que com a aprovação da Lei Antifumo (16.239/09) os fumantes passaram a utilizar os espaços públicos, aumentando o volume de bitucas de cigarro nestes locais.

Segundo o governo do Estado, o Paraná produz 60 toneladas de bitucas todos os anos. Apenas em Curitiba, são descartadas, diariamente, oito milhões de bitucas de cigarro, sendo que aproximadamente 3,5 milhões (quase a metade) acabam virando lixo em espaços públicos, entupindo bueiros e poluindo o meio ambiente.

Cada bituca leva em torno de cinco anos para se decompor no ambiente, pois em sua composição há mais de 4,7 mil substâncias como metais pesados, pesticidas, arsênico e outros, segundo dados do Ministério da Saúde.

O proprietário do primeiro estabelecimento comercial de Curitiba que passou a fazer parte da campanha, Victor Eimer, comemorou a iniciativa. \\\\\\\\\\\\\\\"É uma campanha que vem ao encontro da nossa necessidade e acredito que a adesão dos comerciantes será completa. Além disso, esperamos que o consumidor comece a ver que aquela bituca é lixo e deve ser jogada em um local adequado\\\\\\\\\\\\\\\", ressaltou Victor Eimer.

No Paraná, a iniciativa também conta com o apoio da Associação de Bares, Restaurantes e Casas Noturnas (Abrabar), Sindicato dos Jornaleiros do Paraná, Sindicato dos Panificadores do Paraná e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel -PR). O presidente da Abrabar, Fabio Aguayo, informou que todos os 26 mil estabelecimentos filiados à Associação no estado irão aderir a campanha.

PautaSJP.com e informações da Prefeitura e governo do Estado

Mais imgens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: