Famec realiza primeiro e único debate aberto ao público dos candidatos à Prefeitura

Blog Single
Cerca de mil pessoas entre correligionários, estudantes e interessados em geral, assistiram ao encontro. A saúde foi o setor mais comentado

A Faculdade Metropolitana de Curitiba – Famec, por meio do curso de Direito, realizou nesta quarta-feira (10), às 20h45, debate entre os candidatos a prefeito de São José dos Pinhais. No evento estiveram lado a lado, os candidatos Ivan Rodrigues - Coligação Mudar É Preciso (PTB-PDT-PT-PCdoB); o prefeito Leopoldo Meyer – Coligação Siga em Frente São José (PSDB-PP-PMDB-PRP-PSB-PR-PSDC-PPS-PTdoB); Helcio Bino (PV); Zé do Baú (PRTB); e Sandro Setim - Coligação São José Melhor (DEM-PHS-PRB-PSC-PSL-PTC).
Além do posicionamento à mesa, o sorteio foi utilizado para formatar em seis blocos, por pouco mais de duas horas, a alternância de explanações iniciais e finais, as perguntas feitas pelos alunos aos candidatos, e perguntas livres entre os concorrentes nesta corrida eleitoral, com o direito a réplica e tréplica. Ocorreram algumas pausas entre os blocos para que os candidatos conversassem com os assessores.
O mediador do evento foi o professor de Direito Civil da instituição, Antonio Sbano. O encontro se iniciou com o reitor da faculdade, Paulo Finger, que destacou a importância da iniciativa como parte do processo democrático para o mandato 2009-2012. “Este é o segundo debate entre candidatos a prefeito que a Famec organiza e esperamos que o evento promova o conhecimento necessário para uma escolha consciente de voto”, disse o reitor.

Perguntas dos estudantes
O evento transcorreu normalmente com apenas algumas intervenções do mediador para pedidos de silêncio do público e correligionários. Entre os candidatos, todos se cumprimentaram no início do evento e evitaram a troca de olhares enquanto estiveram à mesa.
Uma das situações lamentadas por Antonio Sbano foram as perguntas feitas de forma escrita por um aluno de Direito, que tinha apenas o caráter de gozação. A primeira pergunta relevante tratou-se do tema mais falado da noite, a saúde. A frase questionava as obras do Hospital e Maternidade São José em período eleitoral, e foi comentada por Zé do Baú.
Na seqüência os questionamentos dos universitários trataram principalmente sobre trânsito, segurança, infra-estrutura viária e educação.

Confronto
Os cinco candidatos aproveitaram a maioria do debate para falar de suas propostas e sem comentários de natureza pessoal. Um possível acirramento de opiniões entre os candidatos Ivan Rodrigues e o prefeito e candidato Leopoldo Meyer, que participaram anteriormente, por meio da imprensa, de acusações a respeito da direção do Hospital e Maternidade São José dos Pinhais, não teve maiores desdobramentos.
O assunto foi levantado por Rodrigues, e o candidato Meyer falou sobre os últimos números de atendimento. “Porque só agora o Pronto Socorro recebeu recursos e foi reaberto?”, perguntou Rodrigues. “Anteriormente repassamos recursos, mas não havia um projeto (... ) e por meio de uma intervenção judicial assumimos o hospital, e em poucos dias o Pronto Socorro atendeu cerca de 1.600 pessoas”, respondeu o prefeito.
Ainda durante as perguntas livres e escolha dos candidatos para as respostas, o prefeito pediu para que o candidato Sandro comentasse alguns projetos voltados a geração de acessibilidade no período em que ele foi secretário de Urbanismo e também da Indústria, Comércio e Turismo na atual gestão. “O nosso plano de governo definiu metas bem claras para a geração de empregos e a continuidade do crescimento em São José dos Pinhais (...) não me cabe mais tecer comentários da gestão atual ”, falou Sandro.
Em outra situação mais pessoal, Zé do Baú perguntou a Ivan Rodrigues sobre a compra de um terreno do hospital que estaria em nome de sua esposa. “Tá aqui o comprovante com o nome de sua esposa para quem quiser ver”, mostrou o candidato do PRTB. “Este documento deve ser falso pois o terreno está em meu nome e eu o comprei com preço acima de mercado para gerar recursos para o hospital, pois existiam atrasos no repasse de verbas da Prefeitura”, respondeu Ivan.
O candidato Helcio Bino não participou de confrontos diretos e enalteceu a área ambiental, setor presente no nome da legenda. “O nosso partido trata do meio ambiente e é um assunto muito importante, até porque já foi comentado pelos outros candidatos, e que envolve todos os setores como saúde, educação, cultura, entre outros”.
Ao final o mediador Antonio Sbano reconheceu a dificuldade de se organizar um debate aberto ao público, mas disse que o evento foi de alto nível. “Acredito que os candidatos conseguiram aproveitar bem os seus momentos para a apresentação dos planos de governo, e também as discussões. Acho que deveriam haver mais debates como este, e não apenas na Famec”, comentou Sbano.
Até o momento este foi o primeiro e único debate aberto à população agendado para esta eleição. O próximo encontro será no estúdio da TV Educativa, em 19 de setembro. O debate foi transmitido ao vivo pela Rádio Comunitária 98.3 FM e pela Rádio Mais 1120 AM.

Público
Entre cerca de mil pessoas presentes estavam diversos estudantes. A universitária de Administração e Negócios, Andresa Rocha, contou que ainda não escolheu em quem vai votar. “Eu sei em quem não vou votar. E quero decidir entre dois candidatos em qual deles darei meu voto. Acredito que o debate foi bom para me ajudar a tomar uma decisão”, falou a aluna, de 29 anos, moradora do bairro Pedro Moro e que trabalha como analista financeira.
Para o estudante de Direito, Anivaldo Bernardo, 46 anos, o debate foi um momento oportuno para conhecer as propostas de governo. “O evento reúne em um mesmo dia todos os candidatos, e a faculdade está de parabéns pela iniciativa”, elogiou o aluno, que é funcionário público do Estado, morador no bairro Vila Idalina, e ainda não decidiu em qual nome irá apontar na urna.

[PautaSJP.com]

Mais imgens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: