Retirado do PAC/Copa, projeto Rui Barbosa volta com R$ 87 milhões

Blog Single
O Programa de Aceleração do Crescimento do governo Federal para a Copa do Mundo, o chamado PAC da Copa, quando foi planejado com o governo do Estado e prefeituras, alcançou cifras bilionárias. Em 2010, quando os projetos começaram a sair do papel, a realidade do orçamento limitado do PAC chegou e São José dos Pinhais ficou apenas com quatro obras. Após o Mundial da FIFA, somente a pequena ponte do Boqueirão ficou pronta. A maior proposta na época, de requalificação da Avenida Rui Barbosa, voltou aos planos do município.

A informação foi repassada pelo secretário municipal de Obras, Leandro Rocha, em encontro com integrantes da associação Ciclo Iguaçu, principal entidade voltada à mobilidade no Paraná. O objetivo da reunião, segundo os representantes da entidade, era conhecer os projetos para os próximos anos.

Esta grande obra seguirá o modelo de participação no Programa Corredor Metropolitano, via recursos federais administrados pelo governo do Paraná, com a melhoria do acesso entre as cidades de Pinhais-São José dos Pinhais-Fazenda Rio Grande. De acordo com o projeto, especificamente para São José dos Pinhais, a verba já separada é de R$ 87 milhões.

A previsão de gastos inicial para estas três cidades era de R$ 130,7 milhões na implantação de 79 km de ruas formando um anel viário entre os principais municípios da região, facilitando o acesso entre as cidades, desafogando o trânsito e incluindo ciclovia.


Obras da Copa seguem lentas
Além da ampliação da pequena ponte do Boqueirão, projeto concluído, ficou para depois da Copa do Mundo a continuidade na implantação de novas vias na Avenida das Américas, com as duas trincheiras das ruas Claudino dos Santos e Joaquim Nabuco; mais as três trincheiras na Avenida das Torres, sendo uma para pedestres em direção ao Parque São José dos Pinhais; e o alargamento da trincheira do Aeroporto Afonso Pena.

Apesar das obras seguirem em ritmo lento, o prefeito Luiz Carlos Setim comentou recentemente, em evento da Associação Comercial (Aciap), que a previsão da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec), órgão do governo do Estado, é que até novembro os projetos estejam concluídos.

PautaSJP.com

Mais imgens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: