Borracheiro de SJP transforma pneus usados em mobiliário

Blog Single
Na marginal da BR 277, no bairro são-joseense da Borda do Campo, uma borracharia funciona como tantas outras localizadas pelas estradas do Brasil. Trata-se de um barracão com vários pneus novos e usados para venda e aquela banheira antiga que serve na identificação dos furos nas câmaras. Porém, a “loja” de pneus também comercializa produtos reciclados contribuindo para a sustentabilidade. Mesas, cadeiras, poltronas e vasos feitos de pneus são alguns dos produtos que o borracheiro João Borges, o Galego, como é conhecido na região, vende em seu estabelecimento.

A mesas e poltronas são feitas com o que um dia já fez rodar ônibus e caminhões. Os bancos são produzidos com pneus de carros. O mobiliário diferente custa entre R$ 150,00 e R$ 750,00. As opções mais em conta são as floreiras e vasos de R$ 30,00 a R$ 60,00.

“Um amigo veio na borracharia há cerca de três anos e disse que aprendeu a cortar, trançar e colar os pneus quando morou no Mato Grosso. Ele me ensinou e depois que foi embora continuei a fazer os móveis e estruturas de jardinagem”, conta Galego. O borracheiro artista demora um dia para fazer um jogo de bancos ou cadeiras mais a mesa.

Segundo estimativas da indústria da borracha, um pneu pode demorar até seis séculos para se decompor ao ar livre, cerca de 600 anos. Quando queimado ao ar livre, o pneu solta uma fumaça poluente.

PautaSJP.com

Mais imgens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: