Neste domingo (21) tem início o Play Off da Stock Car em Pinhais

Blog Single
Ano passado o jornalista do Pauta SJP.com percorreu o circuito Raul Boesel no carro extra da equipe Eurofarma RC, pilotado pelo atual campeão Cacá Bueno

O Autódromo Internacional de Curitiba recebe anualmente duas provas da Copa Nextel Stock Car - a principal categoria do automobilismo nacional -, disputadas no circuito Raul Boesel, no município de Pinhais.
A primeira corrida de 2008 foi dia 18 de maio (3ª etapa), no trecho oval, e a segunda prova acontece neste domingo, 21 de setembro (9ª etapa), no trecho misto. A novidade é que a disputa deste fim de semana inicia o play off, quando apenas os dez pilotos mais bem colocados na temporada, entre os 42 inscritos, vão para a fase final do campeonato nas últimas quatro provas, e os outros competidores correm o risco de caírem para a competição de acesso, a chamada Copa Vicar.
Entre os dez possíveis campeões estão os seguintes nomes e classificações no campeonato: 1º Marcos Gomes – Medley/A.Mattheis (Chevrolet); 2º Ricardo Maurício – Medley /WA Mattheis (Peugeot); 3º Thiago Camilo – Vogel Motorsport (Chevrolet); 4º Cacá Bueno – Eurofarma RC (Mitsubishi); 5º Valdeno Brito – Medley/A.Mattheis (Chevrolet); 6º Allam Khodair – Boettger Competições (Chevrolet); 7º Átila Abreu – JF Racing (Peugeot); 8º Alceu Feldmann – Boettger Competições (Chevrolet); 9º Giuliano Losacco – JF Racing (Peugeot); e 10º Luciano Burti - Sky Racing (Peugeot).
As outras três provas finais serão realizadas em Brasília (9 de novembro), Viamão-RS (23 de novembro) e São Paulo (7 de dezembro).

A mais de 200 km/h com o campeão Cacá Bueno, por Marcos Rosa Filho
No dia 5 de maio do ano passado, após os treinos de sábado, da primeira prova de Pinhais do ano, o jornalista do PautaSJP.com, Marcos Rosa Filho, participou de um almoço no motor home da equipe Eurofarma RC - dos pilotos Cacá Bueno e Antônio Jorge Neto -, em companhia do empresário João Leopold (Minon), do jornalista e comentarista Reginaldo Leme (TV Globo/Auto Motor) e do piloto Tiago Camilo (Vogel Motorsport).
A assessoria de imprensa da Eurofarma RC me convidou para dar uma volta no circuito misto, como carona do campeão Cacá Bueno, no carro de demonstração para convidados que possui um banco extra.
O trecho possui 3.695 metros, com sete curvas à direita, quatro à esquerda e cinco segmentos de reta, sendo a reta dos boxes a parte mais longa, com 980 metros. A pole position foi conquistada horas antes pelo piloto Rodrigo Sperafico, com o tempo de 1min22s897milésimos, e média de 160.46 Km/h.
Antes do “passeio” com Cacá Bueno, na época rumo ao bi-campeonato, os auxiliares me colocaram no carro e apertaram bem o cinto de segurança de quatro pontos. O piloto entrou, disse olá, e pediu uns ajustes na parte dos pedais do carro.
A arrancada de um Stock Car se assemelha ao momento de aceleração total para a decolagem de um avião. O corpo sente o peso da gravidade e é empurrado para trás com muita força. A primeira marcha, do câmbio seqüencial, que funciona para cima e para baixo, é a mais longa, e o carro pode chegar ao fim da reta do autódromo de Pinhais a 250 km/h, e em seguida uma grande freada para o início da primeira curva e seqüência para a segunda curva. Então se acelera até 180km/h, e novamente uma freada forte para percorrer as quatro curvas do miolo. Após a parte de baixa velocidade se inicia a retomada de aceleração na reta oposta que termina nas últimas duas curvas à direita, e pé embaixo para cruzar a linha de chegada.
Naquele dia eu fui o último “carona” das voltas demonstrativas com Cacá Bueno, que começou a temporada de 2007 atrás dos outros favoritos, e me disse que iria manter a tranqüilidade, pois confiava muito na equipe Eurofarma RC e no carro. E a sua opinião acabou se concretizando, pois Cacá Bueno foi o mais vitorioso do segundo semestre, incluindo o play-off, e se tornou bi-campeão consecutivo da categoria, disputada desde 1979.

Detalhes técnicos
A Stock Car é a modalidade principal da categoria. Ainda existem os carros da Copa Viçar, categoria de acesso, e da Stock Junior. Como é possível notar do lado de fora, dentro do carro stock o som dos motores V8 é inconfundível. Os propulsores desenvolvem uma potência de 450 cavalos HP a 6.000 rpm. O cabeçote é feito em alumínio, com duas válvulas por cilindro, bastante semelhante ao utilizado na Nascar Busch Series, categoria americana. Sendo 5,7 litros e torque máximo de 59 kgfm a 4.500 rpm, com suspensão independente nas quatro rodas, de tamanho aro 18 e tala 10,5.
Para competir cada equipe investe cerca de R$ 2,5 milhões por ano. Os pilotos chegam a ganhar mais de R$ 1,5 milhão por temporada para correr até 250 km/h em um cockpit que pode alcançar temperaturas superiores a 60 graus, durante 32 voltas, cerca de 50 minutos, como é o caso das corridas de Pinhais. O peso mínimo é de 1.250 kg, incluindo o piloto a bordo vestindo macacão, luvas, sapatilhas, capacete e com fluídos (óleo, água e combustível) remanescentes.

[PautaSJP.com]

Mais imgens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: