Sem subir nos metropolitanos passageiros invadem Face Pref. CTBA

Blog Single
A Prefeitura de Curitiba, em acordo com a URBS, que administra o transporte urbano curitibano, até tentou explicar a proibição de embarque na Avenida das Torres, Marechal Floriano e BR 277 nos ônibus metropolitanos dentro da Capital, sentido centro de Curitiba. Milhares de passageiros só podem embarcar quando seguem para as cidades vizinhas em impedimento que atinge 76 linhas metropolitanas não integradas. Basicamente, a URBS considera que o Estado deve ter mais participação financeira na RIT e a Comec, que representa o Estado na organização do transporte metropolitano, aponta que a URBS deve ampliar sua parcela na rede. Em meio ao desentendimento entre o grupo do prefeito Gustavo Fruet e do governador Beto Richa, passageiros questionam a proibição no Facebook da Prefeitura da Capital.

O post denominado Curitiba Responde atingiu em dois dias mais de 700 participações. Comentários mais nervosos à parte, muitos internautas trataram do assunto principal, que é o transporte coletivo e a falta de informação ao passageiro.

“Essa medida vai na contra mão no quesito mobilidade” - Diomar Machado.
“Então se eu, que moro em São José dos Pinhais, utilizo os ônibus metropolitanos e pago minha passagem com cartão da Metrocard, estiver na aula, no Campus da UFPR em frente ao Jardim Botânico, e por algum motivo precisar sair para ir até o Campus da Reitoria, que fica no centro da cidade, e não estiver com dinheiro ou cartão da URBS, apenas com meu Metrocard, terei que ir para o centro de Curitiba a pé, já que estarei dentro de Curitiba e os ônibus metropolitanos não podem embarcar ninguém nos pontos de Curitiba? Desculpem, mas a não ser que eu tenha entendido errado essa resposta de vocês, é assim que vai funcionar” - Gilvana Helena Carneiro.
“Sabe o que é engraçado sobre isso? As linhas metropolitanas da Av. das Torres tem uma frequência muito melhor que as linhas urbanas. O passageiro não tá nem ai se o ônibus é amarelo, laranja ou cor de rosa, quer é pegar ônibus rápido e chegar no centro sem demora. Essa evasão só ocorre porque a URBS é incompetente, e não atende a demanda adequadamente. Menos capivaras e mais trabalho” - Lucas Pereira


Impasse e falta de esforço entre cinco órgãos públicos
Até a manhã de hoje (12), nenhum sinal de acordo entre a URBS e a Comec. A Prefeitura de Curitiba está irredutível e a Prefeitura de São José dos Pinhais diz que está de mãos atadas à espera do trabalho da Comec para reverter a situação. Ontem (11), durante sessão na Câmara Municipal, nenhum vereador fez uso da palavra para tratar do assunto.

Link no Face Curitiba Responde
https://www.facebook.com/PrefsCuritiba/photos/a.516441535066322.1073741830.515514761825666/806593472717792/?type=1&theater


Linhas suspensas para embarque

Avenida das Torres
Curitiba/São José
Xingu
Quississana
Braga
Urano
Apolo

Avenida Marechal Floriano (Boqueirão)
Pedro Moro/Boqueirão
Pedro Moro/Uberaba

BR-277
Independência
Isaura
Posto Paris
Ipê
Cristal


PautaSJP.com

Mais imgens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: