Deputados terminam polêmica e definem não ao feriado do dia 19


Medida é válida para a iniciativa privada. No caso do Poder Público, data pode ser banco de horas e tendência é que instituições públicas estaduais fechem as portas.

Blog Single Empregados que já se preparavam para a folga terão que rever calendário
Alguns sindicatos neste ano abriram a gaveta e foram procurar um feriado que existia no papel mas ninguém lembrava dele. O Ministério Público do Trabalho atendeu a reivindicação de diferentes categorias e cravou que o Dia da Emancipação do Paraná, em 19 de dezembro, deveria ser respeitado como feriado estadual, com interrupção das atividades laborais. Ontem (16), a Lei Estadual nº. 4.658 do ano de 1962, que trata do tema, fez parte de um requerimento da Assembleia Legislativa que definiu que 19 de dezembro não é feriado civil. O projeto aprovado de nº 542/2014 segue para sanção do governo do Paraná.

Como acontece com o Dia da Consciência Negra, a ideia de mais uma data de folga no calendário deixou setores da iniciativa privada de cabelo em pé, ainda mais com relação a um feriado que não estava planejado no primeiro semestre. Antes da decisão, o Ministério Público do Trabalho adiantava que as empresas poderiam funcionar no dia 19 desde que pagassem em dobro aos funcionários.

PautaSJP.com

Compartilhe esta notícia no Facebook: