São José dos Pinhais tem redução de 50% em veículos novos

Blog Single
Nos últimos anos, somente entre automóveis, o número de carros em São José dos Pinhais superou 100 mil unidades circulantes, levando-se em conta apenas a frota emplacada no município. Somando a frota nas BRs 376, 277 e 116, também com motos, ônibus, caminhões, a cidade chega ao número de quase meio milhão de veículos em circulação. Desde 2010, a quantidade de novas placas superava facilmente os 10 mil registros por ano. Em 2014, segundo dados do Detran, São José foi a cidade paranaense que teve maior redução em veículos novos, sendo 4.230 emplacamentos, queda de 35,77%, frente a uma quantidade total de 170.480 veículos nas ruas.

Em Maringá, a baixa foi de 14,87% e, em Ponta Grossa, 12,90%. Já Curitiba registrou alta de 12,62% e Londrina de 5,70%. Nestes cinco anos, São José dos Pinhais seguiu a tendência estadual de crescimento na década. Desde 2004, o número de veículos registrados no Paraná mais que dobrou. Em dezembro de 2004, eram 3.182.172 veículos em circulação. São José dos Pinhais praticamente possui dois veículos para cada habitante. No caso de carros, hoje, 107.947 unidades, cerca de três automóveis por morador.

De acordo com a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), ano passado, a queda em todo o país na frota nacional de 86.700.490 veículos foi de 6,6%. O Paraná tem a terceira maior frota do Brasil, com 6.489.289 veículos. Atrás apenas de São Paulo com 25,7 milhões e Minas Gerais 9,4 milhões.

Curitiba já responde por quase um quarto da frota estadual (1.406.049 veículos), seguida por Londrina (357.795) e Maringá (297.717). A lista das maiores frotas do Estado tem ainda os municípios de Cascavel (201.271), Ponta Grossa (179.213), São José dos Pinhais (170.480), Foz do Iguaçu (155.196), Colombo (112.980), Guarapuava (90.379) e Toledo (88.364). A menor frota é em Guaraqueçaba, no Litoral do Estado, com 665 veículos.

“O ano de 2014 foi marcado pela instabilidade da economia, crédito mais restrito, PIB baixo, eleições, Copa do Mundo e endividamento da população. Todos esses fatores afetaram o comércio de uma forma geral e fizeram com que o consumidor deixasse de lado investimentos maiores, como os bens duráveis”, afirma o presidente do Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos (Sincodiv) e diretor-geral da Fenabrave, Marcos da Silva Ramos.


Dados emplacamentos veículos novos em SJP 2010-2014
2010 = 13.467
2011 = 13.253
2012 = 10.603
2013 = 13.075
2014 = 4.230

PautaSJP.com e informações Detran-PR

Compartilhe esta notícia no Facebook: