Após anos de atraso, Comec lança edital do Parque Ambiental Itaqui


Como aconteceu no projeto Ressaca 01 e 02, proposta prevê desapropriação e canalização das águas visando a diminuição de enchentes

Blog Single Região do Itaqui é formada por Área de Proteção Permanente
O governo do Estado, por meio da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec), lançou o edital de licitação para a contratação do projeto básico e executivo do Parque Ambiental Itaqui, em São José dos Pinhais. Como aconteceu com os projetos Ressaca 01 e Ressaca 02, em andamento, o objetivo é a melhoria das condições de drenagem na Região Metropolitana de Curitiba (RMC) e minimizar impactos ambientais além de ser um novo espaço de lazer para a população.

A licitação é na modalidade tomada de preço, tipo técnica e preço e regime empreitada por preço global. O preço máximo é de R$ 208.006,84. O prazo de execução é de 210 dias, contados a partir da assinatura da Ordem de Serviço. O projeto integra o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC-2), do Ministério das Cidades, e vai receber recursos a fundo perdido do Orçamento Geral da União.

O estudo de concepção já foi desenvolvido pela Comec. O parque integra a Área de Interesse Especial Regional do Iguaçu (AIERI) e terá lagoas de retenção para evitar riscos de inundação e reduzir impactos no meio ambiente. Além disso, o novo parque também será uma opção de lazer para as famílias descansarem e aproveitarem a natureza.

Quando o projeto do Ressaca foi lançado e iniciado, a ideia era o desenvolvimento também da proposta do Itaqui, mas houveram atrasos na preparação dos trâmites de licitação.

PautaSJP.com

Mais imagens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: