Policial Militar de SJP, que morava em Col. Estadual, é morto a tiros


Assassino, pelas evidências, era conhecido do pm pois não há arrombamento

Blog Single Argeu Correia de Souza tinha onze anos de carreira. Estava no 17.º Batalhão
O policial militar Argeu Correia de Souza, onze anos de carreira, foi encontrado no fim da tarde de ontem (19) morto com um tiro no peito e outro na cabeça. O cabo era permissionário do programa do governo do Estado em que pms residem em unidades educacionais. A perícia constatou que não houve arrombamento na casa que fica dentro do Colégio Estadual Afonso Pena, na Rua Almirante Alexandrino, o que indica que o autor dos disparos era conhecido da vítima.

Correia, 35 anos, era um bom relacionamento no bairro e com os policiais e tinha uma vida simples e sem vínculo familiar. Como não apareceu para trabalhar, seus colegas do 17º Batalhão da Polícia Militar foram até o local e constataram ainda sinais de luta corporal na cozinha, onde estava o corpo, e a falta da arma de Argeu.

“Vizinhos relataram que ouviram dois tiros de madrugada, por volta da 1h30. Um homem foi visto deixando o local, mas não souberam informar características”, disse o subtenente José Luiz Andrade, do 17.º BPM. A Delegacia de Homicídios iniciou os trabalhos de investigação.

PautaSJP.com

Mais imagens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: