Por causa de cadastro biométrico no TRE, São José dos Pinhais, provavelmente, não terá segundo turno nas eleições a prefeito e vereadores. Recadastramento vai somente até janeiro.


Blog Single Quem não se recadastrar ficará impedido de votar em 2016
Existem três a cinco grupos políticos em São José dos Pinhais, de forma que um ou outro quer segundo turno com o objetivo de dividir as eleições para prefeito em uma segunda votação. Basicamente, o pleito aconteceria entre pessoas a favor e contra o atual governo. Também há uma ala que teme as eleições em duas partes. O assunto também mexe com os vereadores, pois a barganha com os políticos bons de voto ganha uma segunda negociação. Os eleitos no primeiro turno, livres da preocupação com as urnas, puxam votos apenas para os candidatos ao Executivo. Por causa do exame biométrico dos eleitores são-joseenses, o desafio de que a cidade chegue aos 200 mil eleitores, até maio do ano que vem, se tornou muito maior.

Alguns partidos, instituições e a própria Câmara fazem propaganda em prol do segundo turno, mas ainda não trataram do exame biométrico. O município conta com pouco mais de 190 mil eleitores, segundo dados do Fórum Eleitoral. Não seria difícil que nos próximos 12 meses o TRE cadastrasse o novo título de jovens entre 16 e 18 anos e de eleitores de outras localidades transferindo o voto.

O recadastramento dos 190 mil eleitores vai somente até janeiro. Como comparativo, em Curitiba, o exame biométrico teve quase 20% de não comparecimento, provocando o cancelamento do título de todos os faltantes. Nesta margem, São José dos Pinhais teria uma redução de votantes nas urnas de outubro de 2016 para perto de 180 mil eleitores.


Recadastramento
O novo cadastro, já com a biometria, de quem vai votar pela primeira vez entre 16 e 18 anos e aqueles que estão se transferindo para o município, vem sendo realizado desde novembro. Para atender 100% da demanda, incluindo eleitores de Tijucas do Sul, a sede do Fórum Eleitoral de São José dos Pinhais prepara a instalação de dezenas de guichês em mutirão.

De setembro até janeiro, acontecerá uma grande mobilização de atendimento, mas a Justiça Eleitoral da cidade sugere que os eleitores antecipem seus cadastrados frente a uma demanda de quase 200 mil pessoas.

PautaSJP.com

Mais imagens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: