Pesadelo parte 6. Nova estimativa de conclusão das trincheiras da Copa do Mundo em SJP. Término, talvez, no ano da Olimpíada (2016). Governo do Paraná informou em março ao prefeito Setim que o fim seria em setembro deste ano.


Blog Single Desde janeiro, obras como na Rua Claudino avançaram pouco
Sem pagamento das empreiteiras contratadas para erguerem trincheiras e requalificarem as vias das Avenidas Américas e Torres, o governo do Paraná anunciou a sexta prorrogação de estimativa de término das obras do PAC da Mobilidade Copa do Mundo, parcialmente executadas em São José dos Pinhais.

São quatro grandes projetos, sendo as trincheiras da Avenida das Torres, do Aeroporto Afonso Pena, a requalificação da Avenida das Américas até o aeroporto e as trincheiras das ruas centrais da cidade, Claudino dos Santos e Joaquim Nabuco, que servirão à Avenida das Américas.

Em março, o prefeito Luiz Carlos Setim comunicou que recebeu da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec), órgão do governo do Paraná, o compromisso de conclusão dos projetos em setembro deste segundo semestre. O Mundial da FIFA completou um ano e o governo do Estado agora tem como projeção fevereiro de 2016. É a sexta etapa do pesadelo de milhares de comerciantes, trabalhadores, usuários de ônibus, motoristas, pedestres e outros atingidos pelas obras intermináveis.

Segundo levantamento divulgado pelo Tribunal de Contas (TC) do Paraná no começo do ano, o governo do Estado ainda tem uma dívida com as empreiteiras de R$ 12,45 milhões, incluindo a obra da conexão da Avenida Salgado Filho, em Curitiba, via o Parque São José, com a Rua Joaquim Nabuco, em São José dos Pinhais.

PautaSJP.com

Compartilhe esta notícia no Facebook: