Advogados de SJP pedem fim de nomes de empregados na internet


Processos eletrônicos que agilizam as decisões expõem funcionários que citaram na Justiça as empresas e profissionais empregadores

Blog Single Uma rápida busca no Google é suficiente para ver quem reclamou direitos
Os sistemas eletrônicos dos processos judiciais vieram para agilizar a emperrada Justiça Brasileira. No caso dos fóruns trabalhistas, as decisões acontecem muito mais rápidas do que nas varas de ações civis. Para saber se um empregado já entrou contra um empregador ou empresa empregadora é fácil, é só digitar o nome do requerente no Google. Surgem na tela as informações de protocolo e o resultado dos processos, sendo dados antigos ou recentes. Esta pesquisa é considerada uma exposição indevida, segundo advogados de São José dos Pinhais.

A queixa da Subseção SJP da OAB-PR foi formalizada pessoalmente ao presidente do TRT da 9ª Região, desembargador Altino Pedrozo dos Santos, pelos advogados da Comissão de Direito do Trabalho Joãozinho Santana e Leandro Zdradek, acompanhados do vice-presidente da Subseção, Jaiderson Rivarola.

“São necessários mecanismos mais eficientes para preservar o nome das partes”, diz Joãozinho Santana. “Essa questão já foi levantada no encontro de tribunais regionais. O caso é sério e estudaremos uma forma de resolvê-lo”, projeta Altino Pedrozo dos Santos.

PautaSJP.com

Mais imagens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: