Com obra parada, donos de apartamentos em SJP foram às ruas


Protesto chama a atenção quanto ao desentendimento entre os poderes e possível enganação na aquisição das unidades no bairro Afonso Pena

Blog Single Boa parte de quem investiu são mutuários da Caixa que também aprovou o projeto
Prefeitura e Governo do Estado autorizaram construção de várias torres de moradia tipo Minha Casa Minha Vida, entre a Avenida Rui Barbosa e Rua Anneliese Gellert Krigsner, no chamado Parque das Nações. Porém, o Ministério Público, por meio da Promotoria de Meio Ambiente, não entende da mesma forma e decretou no começo do ano a interrupção das obras no bairro Afonso Pena. Em meio ao desentendimento entre órgãos do Executivo e Justiça, compradores, incluindo mutuários da Caixa Econômica, saíram às ruas em protesto no último sábado (08).

“A ideia é chamar a atenção para o que estamos passando. Não é apenas uma questão ambiental, pois na comercialização dos apartamentos nós recebemos material de divulgação em nome da J. Malucelli, o que era confirmado pelos corretores, e agora a marca do grupo não está mais na divulgação”, questiona Matheus Minari.

Mês passado, a assessoria do grupo empresarial de Joel Malucelli, conhecido por erguer grandes obras para governos como a Ponte Estaiada da Avenida das Torres, divulgou que não tem nada a ver com projetos de moradia e que o uso do nome foi indevido. A nova marca na propaganda do empreendimento é da Emec, empresa de Eugênio Caetano do Amaral Neto.

Recentemente, Eugênio reconheceu em entrevista à Gazeta do Povo que existe parentesco familiar com Joel Malucelli e que no começo havia uma autorização informal de uso do nome praticamente igual, J. Malucelli Imóveis.

PautaSJP.com

Mais imagens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: