Não são apenas ex-vereadores investigados em SJP pelo MP-PR


Atuais legisladores estão na mira do Ministério Público. Toninho da Farmácia Anderson teve bens bloqueados pela Justiça acusado de ter ficado com parte dos salários. Assessores chegam a ganhar na Câmara R$ 7.804,50.

Blog Single
A decisão da Justiça, em atendimento a pedido do Ministério Público do Paraná (MP), de bloquear os bens do ex-vereador Antonio Rubens Salton, o Toninho da Farmácia Anderson (PSD), pode ser ampliada a outros ex-legisladores e atuais vereadores. Toninho, que foi vereador de 2009 a 2012, é acusado pelo MP de apropriar-se de parte dos salários de seus assessores de gabinete.

As investigações basearam-se em testemunhos de ex-colaboradores e gravações em vídeo. Para o Ministério Público, os valores apropriados indevidamente pelo ex-vereador chegam a R$ 97.564,66, ainda sem atualização monetária. A ação civil pública foi ajuizada pela 1ª. Promotoria de Justiça da 2ª. Promotoria de São José dos Pinhais. A medida pode resultar em penas como a suspensão dos direitos políticos de oito a dez anos, o pagamento de multa civil de até três vezes o valor do acréscimo patrimonial e a proibição de contratar com o poder público por dez anos.

Informação apurada pelo PautaSJP.com aponta que a Justiça está avaliando, em caráter de sigilo, outros casos de ex-vereadores e atuais vereadores nesta irregularidade. As investigações, primeiramente, eram sobre a utilização dos carros oficiais da Câmara no transporte de eleitores. A investigação do MP chamou todos os assessores e motoristas dos vereadores e da Câmara para depoimentos sobre os veículos o que deu início à desconfiança quanto a folha de pagamento.


Média de salários é de R$ 3.795,99
Na Câmara trabalham, entre vereadores, servidores e funcionários comissionados, mais de 250 pessoas, sem contar os terceirizados. O salário dos vereadores é R$ 10 mil, sendo R$ 15 mil do presidente. O cargo comissionado no gabinete dos vereadores em 40 horas, com valor mais alto (CC 1), é R$ 7.804,50, e o de menor valor (CC 7) é R$ 2.357,90. A maioria dos cargos nos gabinetes é de assessor parlamentar tipo CC 5 com ganhos de R$ 3.795,99, sendo atualmente 147 pessoas neste enquadramento, segundo o site, www.cmsjp.com.br.


Tabela de salários
CC 1 = 7.804,50; CC 2 = 6.850,50; CC 3 = 5.826,16; CC 4 = 4.721,98; CC 5 = 3.795,99; CC 6 = 2.981,46; CC 7 = 2.357,90.


Lista dos cargos ativos incluindo vereadores
http://transparencia.cmsjp.com.br/php/agente.php


Resposta de Toninho
Em conversa com a RPC TV nesta quinta (20), por telefone, o ex-vereador nega as acusações.

PautaSJP.com

Mais imagens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: