Depois do IPVA, luz e água, chegou a vez do aumento no gás


Consumidor terá que desembolsar mais 10% nos pontos de compra

Blog Single Para as distribuidoras, acréscimo é de 15%
Assim como o primeiro semestre de 2015, o início do segundo semestre não está fácil para os brasileiros. Vem aí mais um imposto que impacta imediatamente na vida da população. Depois de tributos em cima dos veículos, energia elétrica e fornecimento de água, chegou a vez do acréscimo no valor do botijão de 13 kg. Hoje (01), a compra do combustível subiu 15% nas distribuidoras. A tabela final deve ficar em 10% acima do preço praticado recentemente.

O investimento em mais de R$ 45,00, na média, varia entre os diferentes estados, mas a conta ficará mais salgada de R$ 3,70 a R$ 5,80. A novidade foi anunciada pela Petrobras em comunicado ao Sindicato das Empresas Distribuidoras de Gás LP (Sindigás).

Como nos outros recursos de abastecimento, como luz e água, o governo federal vinha subsidiando para manter as taxas menores, mas a medida acabou e a Petrobras autorizou o reajuste.

O gerente da base da Consigaz de São Vicente, Alexandre Colares, fala que o repasse ao consumidor não será imediato. “Também haverá o reajuste por conta do dissídio da categoria. Então é cedo para bater o martelo sobre uma porcentagem. Podemos absorver o aumento por um tempo, entre 30 a 60 dias, por exemplo, para não correr o risco de diminuir muito as vendas”, projeta Alexandre Colares.

PautaSJP.com

Compartilhe esta notícia no Facebook: