Vereadores querem volta dos cobradores nos ônibus de SJP


Há poucos meses, várias linhas, não só dos micro, aceitam apenas cartões

Blog Single Tarifa é R$ 0,20 centavos mais cara do que na Capital
A reclamação dos usuários do transporte coletivo de São José dos Pinhais que se sentem prejudicados com a cobrança da tarifa apenas no cartão chegou à Câmara. Vereadores pedem o retorno dos cobradores. Na cidade, a passagem urbana custa R$ 3,50, 20 centavos a mais do que nos deslocamentos metropolitanos e dentro de Curitiba, mas os trajetos considerados de menor volume de passageiros tiveram a saída dos empregados de cobrança. Segundo a Prefeitura, atualmente, 70% dos usuários da empresa Auto Viação São José e 85% da empresa Sanjotur já utilizam o cartão transporte.

A proporcionalidade é atacada pelo vereador José Vieira (SDD). “Essa é a maior vergonha para o município em relação ao transporte coletivo. É inaceitável a impossibilidade de viagens aleatórias. Por exemplo, se meu carro quebrar ou se eu receber visitas de parentes de outras cidades nem eu, nem eles poderão embarcar nos ônibus, pois temos apenas dinheiro e não o cartão transporte”, questionou José Vieira, durante a sessão ordinária da última terça (06).

Na mesma ocasião, foi aprovado o projeto de lei de autoria do vereador Abelino Pereira de Souza (PT) em que todos os ônibus deverão ter, no mínimo, um funcionário, além do motorista, para orientar e auxiliar o usuário em suas necessidades, além da eventual cobrança de passagem. “O projeto é uma tentativa de voltarmos ao serviço normal que deve ser oferecido aos cidadãos”, disse Abelino Souza. A proposta foi encaminhada para a Prefeitura que vai avaliar se aceita ou não a proposta.

“Fomos eleitos pelo povo e é a ele que devemos defender. Temos que dar um basta a esse monopólio do transporte coletivo”, afirmou Alberto Setnarsky (PMDB). A vereadora Lucia Stoco relatou ainda que a comunidade reclama da falta de pontos para solicitação da primeira via do cartão. “Há alguns pontos de recarga nos bairros, mas nenhum que faça o cartão”, queixou-se Lucia Stoco (PSD).

PautaSJP.com e informações da Câmara SJP

Compartilhe esta notícia no Facebook: