Seguindo a tendência nacional, população de SJP quer redução de salário de vereadores. Daqui a um ano, os 21 legisladores vão disputar os cargos que chegam a pagar mais de R$ 17 mil.


Blog Single Somados salários de todos os vereadores, por ano, chega-se a R$ 3 milhões
Nos últimos meses, por causa de pressões populares, diversos municípios brasileiros diminuíram os salários de vereadores e prefeitos. Em São José dos Pinhais, por meio do Facebook, existem dois movimentos que estão recolhendo assinaturas para que o mesmo ocorra na cidade.

Em outubro do ano que vem, serão realizadas eleições municipais em todo País. Os eleitores de São José dos Pinhais irão escolher prefeito e 21 vereadores. Atualmente, o prefeito ganha R$ 28.590,93 e cada um dos vereadores R$ 11.514,35. O presidente da Câmara e 1° secretário, que são escolhidos em votação pelos próprios mandatários, recebem respetivamente R$ 17.271,53 e R$ 13.817,21. Para entendermos o papel do vereador e, se o alto salário se justifica, tentamos contato com o atual presidente da Câmara, Silvyo Monteiro (Partido Solidariedade), que preferiu não falar sobre o assunto.

Para alguns, os salários se justificam por causa da importância econômica do município que atualmente possui o segundo maior PIB do Paraná. Mas, para muitos, o salário é alto, quando comparamos com os R$ 832,85 da Renda Média Domiciliar Per Capita de São José dos Pinhais, que é a soma mensal dos rendimentos de uma moradia dividida pelo número de seus moradores, divulgada pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (IPARDES).

É o que pensa o estudante de engenharia mecânica e ativista politico Charles Souza. “11 mil reais é um salário muito alto e grande parte deste dinheiro é usado para o assistencialismo. Isso acaba por criar um curral eleitoral em uma determinada região. O principal papel do vereador é fiscalizar e não o de ajudar pessoas com cestas básicas. Deveria no máximo chegar a cinco salários-mínimos. Isso seria o suficiente para que uma pessoa capacitada e comprometida com a comunidade se candidatasse,” acredita Charles Souza.

Para o criador da petição online Petição Pública (http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=BR85370) Ronaldo Vaccari, que busca recolher 9.500 assinaturas para poder protocolar um projeto de lei que tem como objetivo a redução de 50% dos salários dos vereadores de São José dos Pinhais, a ideia surgiu depois que a população de São Mateus do Sul (PR) e Jacarezinho (PR) pressionou e consegui reduzir os salários.

“Não é justo que os vereadores de São José dos Pinhais, que obrigatoriamente têm que comparecer apenas duas vezes por semana e por poucas horas, tenham um salário tão alto. O intuito de alguém ser vereador não é o de ganhar dinheiro, mas de ajudar o município. O salário tem que ser apenas uma ajuda de custo", questiona Vaccari.

Ele espera que a população assine a petição, mas ressalta que antes tentará conversar com vereadores e com presidente da Câmara. “Importante é que o valor não volte para o orçamento da Câmara. Deverá existir um projeto para que esses 125 mil reais que serão economizados por mês sejam investidos diretamente na sociedade. Na construção de uma creche, por exemplo”, projeta Ronaldo.

Perguntado sobre a redução do salário dos legisladores, o vereador professor Marcelo (PV) considera que depende do retorno. “Se um vereador investigar e conseguir cancelar um contrato de 3 milhões, que esteja superfaturado, ele justificará o salário dele e de toda a Câmara. É vantagem ter esse vereador. Mas se eu tenho um vereador que chega no final do mandato e só fez o assistencialismo ou alguns projetos de lei como nomes de ruas e de escolas, e não mostrou nenhum resultado para comunidade, ele sai muito caro para a população", destaca o vereador. (Leia o complemento da entrevista com professor Marcelo na outra notícia de 27 de outubro)

Jornalista João Henrique Nóbrega especial para o PautaSJP.com

Mais imagens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: