SJP começa esta manhã de terça (01) sem greve de ônibus


100% da frota está nas ruas. Ameaça é a troca de acusações entre URBS, Prefeituras, Comec, sindicatos e empresas de transporte coletivo.

Blog Single Veículos que fazem os trajetos dentro da cidade estão transportando
A maior empresa de ônibus de São José dos Pinhais pertence a um grupo consorciado que também atende Curitiba. Mas a paralisação parcial na cidade não afetou as linhas urbanas e metropolitanas. Na manhã desta terça (01), 100% da frota está em circulação segundo a Auto Viação São José dos Pinhais.

Nos últimos dias, os personagens e líderes de Prefeituras, de empresas e estatais de transporte coletivo ameaçam de um lado e revidam do outro colocando mais uma vez em cheque as duas redes, sendo a Rede Integrada de Transporte, comandada pela URBS (Prefeitura de Curitiba) e a Rede Integrada Metropolitana, responsabilidade da Comec (governo do Estado).

Semana passada, em acordo com as empresas de ônibus metropolitanas, a Comec anunciou várias alterações de horários e fim de trajetos dentro e a partir de São José dos Pinhais. A medida resultou em protestos de usuários na última sexta (27) no Terminal Afonso Pena, cotado para continuar integrado somente pelo cartão transporte e não mais pela catraca fechada de acesso ao local. Com pedido da Prefeitura de São José, as mudanças foram suspensas.

Desta vez, o impasse gira em torno do pagamento do 13.º salário por parte das empresas que fazem o transporte coletivo de Curitiba e Região. Os empresários alegam que as tarifas de R$ 3,30 não cobrem os custos. URBS e Comec exigem mais detalhes das planilhas dos empresários. Até ontem (30), algumas empresas não haviam acertado os vencimentos dos funcionários o que provocou hoje o funcionamento parcial com greve estimada em 15% nos ônibus da Consórcio Pioneiro, Viação Cidade Sorriso, Viação Tamandaré e a Viação Araucária.

PautaSJP.com

Mais imagens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: