Hoje, cedo em SJP, poucos trabalhadores na trincheira São Cristovão


Após abertura das trincheiras na Av. Américas, demais obras da Copa 2014 na Av. Torres seguem lentas e com cara de abandonada. Projetos somam 86 milhões.

Blog Single Imagem da construção do binário na Av. Torres feita nesta segunda (04), de manhã
[Atualizado 06/04]

Depois de 39 meses de obras, finalmente as duas trincheiras da Avenida das Américas abriram ao trânsito por baixa das ruas Joaquim Nabuco e Claudino dos Santos, ligando São José dos Pinhais à Avenida Marechal Floriano, em Curitiba. As cinco trincheiras tinham previsão de conclusão em abril de 2014. O PautaSJP.com visitou, hoje (04), cedo, os demais canteiros de obras da Copa do Mundo, sendo as três trincheiras da Avenida das Torres.

No projeto da trincheira do bairro São Cristóvão, ao lado da Igreja São Cristóvão, poucos funcionários da Empo Engenharia trabalhavam no local. A trincheira da Rua Arlindo da Costa que funcionará como binário com a São Cristóvão tem acesso dos carros mas faltam finalizações como do corredor de pedestres.

A trincheira para o Aeroporto Internacional Afonso Pena, Rua aviador José Lipinski, nunca teve o trânsito restrito, mas a obra de alargamento da via parece abandonada. Ainda faltam serviços de pavimentação, iluminação, calçamento, ciclovia e paisagismo em todas as iniciativas.

Estruturados para melhorar o acesso do aeroporto para Curitiba, os canteiros em São José dos Pinhais começaram a ser montados em janeiro de 2013. O Mundial da FIFA acabou há quase dois anos e os moradores e quem se utiliza das duas principais avenidas que cortam a cidade, Américas e Torres, tiveram a mobilidade muito prejudicada nestes três anos.

Os recursos federais do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que somam 86 milhões, 279 mil, 717, 90 reais, foram separados para o governo do Paraná. O governo do Estado é o responsável pelas obras com fiscalização da Prefeitura de São José dos Pinhais. Outra proposta muito atrasada é a requalificação da Avenida das Américas até o Terminal Central de Ônibus a partir da ponte do Boqueirão. A reportagem vai contatar a Coordenadoria da Região Metropolitana (Comec-Estado) e Prefeitura para saber quanto aos novos adiamentos.


Corredor Aeroporto - Rodoferroviária (R$ 59.866.005,22)
O corredor Aeroporto Internacional Afonso Pena - Rodoferroviária de Curitiba compreende a requalificação da Av. das Torres (divisa entre os dois municípios), da rua Comandante Aviador José Paulo Lepinski e da rua Rocha Pombo. Também serão construídas três trincheiras para veículos e passagens em desnível para pedestres.


Corredor Avenida Marechal Floriano – Avenida Américas (R$ 26.413.662,68)
O projeto tem 3,41 quilômetros de extensão. A obra compreende a construção de duas trincheiras (nas ruas Joaquim Nabuco e Claudino dos Santos), ampliação da ponte sobre o Rio Iguaçu, restauração de pavimento, pavimentação, iluminação, calçamento, ciclovia e paisagismo. Prolongamento da canaleta exclusiva para os ônibus do sistema integrado de transporte da Av. Marechal Floriano (em Curitiba) até o Terminal Central de São José dos Pinhais.


Nota Prefeitura
A Prefeitura de São José dos Pinhais informa que as obras de mobilidade iniciadas em 2013 (Corredor Marechal Floriano e Corredor Avenida das Torres) são gerenciadas e fiscalizadas exclusivamente pelo Governo do Estado, pois os projetos estão sendo custeados com recursos federais. O Município não tem contrapartida nestas obras, apenas participou no apoio ao desvio e orientação de trânsito.

PautaSJP.com

Mais imagens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: