Time de basquete regional ganha projeção com atleta nos EUA


Equipe Tittãs (SEST/SENAT) Basketbal forma gratuitamente crianças e jovens no Bairro Boqueirão. Jonathan Anjos foi para a Liga Universitária Norte-Americana.

Blog Single O professor Beto Souza com os atletas em momento de descontração
O professor de Basquetebol, Beto Souza, sempre acreditou que a oportunidade no desenvolvimento esportivo deve ser dada a todas as crianças e jovens. Sua carreira como técnico completa uma década. Há três anos, é idealizador da equipe Tittãs (SEST/SENAT) Basketbal, cujos treinamentos acontecem no SEST/SENAT (Serviço Social do Transporte), entidade patronal na área de transportes e logística, no Bairro Boqueirão. Os bons resultados de mais de 200 crianças, adolescentes e adultos, de 09 a 22 anos, em nível regional, estadual e nacional, ganharam projeção internacional com a revelação Jonathan Castro dos Anjos, que foi aos Estados Unidos para estudar e jogar na Liga Universitária Americana.

“O Programa Tittãs Basketbal foi criado a partir dos clubes do exterior que permitem uma escola de base mas, também, a formação de grupos profissionais. As crianças jogam para se divertir, porém, com uma referência de que os mais experientes alcançam uma carreira esportiva”, comenta Beto, que almeja disputar com o Tittãs a Liga Ouro, segunda divisão do Novo Basquete Brasil (NBB).

“Estamos muito contentes com a notícia de que o Jonathan Castro dos Anjos, atleta de 17 anos, revelado aqui no Sest/Senat, embarcou para os Estados Unidos dia 04 de abril. Ele foi estudar e quem sabe ter uma carreira internacional. É um incentivo para que continuemos o trabalho de formação de outros ‘Jonathans’ para estarmos na NBB”, projeta Souza, referindo-se ao ala/pivô de 1,96 de altura, que vinha de Araucária treinar em Curitiba e foi contratado pelo Flamengo, ano passado.

A ida de Jonathan para o Rio de Janeiro foi uma prova da dedicação do Tittãs Basketbal em revelar os novos talentos. Um dirigente do clube carioca assistiu a um vídeo no youtube do rapaz e ele passou a integrar uma bolsa de estudo com moradia e alimentação.

“Tenho pesquisado sobre leis de fomento ao esporte e acreditamos que a nossa marca possa divulgar o marketing de empresas não só da área de transporte e logística. O investimento ajudaria no custeio dos treinos e residência dos atletas. Atualmente, temos dois meninos de Campo Mourão”, fala Beto Souza.

Basílio dos Santos é pai de José Matheus dos Santos. Eles moram em São José dos Pinhais e Basílio leva o filho Matheus para treinar no Tittãs. “A evolução dele foi muito grande, na parte técnica, mas principalmente na compreensão de que o basquete é um esporte coletivo”, elogia Basílio dos Santos. “Como o Jonathan, quero ser um ala/pivô”, destaca Matheus, 13 anos de idade, colega de outro menino de São José dos Pinhais, Matheus Rezinni.

Informações Facebook: https://www.facebook.com/tittasbasketballcuritiba/.
Contato professor Beto Souza: -41-9121-2636. Os treinos acontecem na sede do Sest/Senat, Rua Salvador Ferrante, nº 1.440 – Boqueirão, Curitiba.

PautaSJP.com

Mais imagens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: