Apaixonados pela aviação em SJP planejam museu do aeroporto


Grupo Resgatando a História do Aeroporto Afonso Pena estuda a implantação de um acervo interativo com imagens e equipamentos

Blog Single Em 2016, Afonso Pena completa 70 anos como terminal aéreo de passageiros
O ano de 2016 representa sete décadas do Aeroporto Afonso Pena, desde que a antiga base aérea da Aeronáutica foi montada em São José dos Pinhais, período da II Grande Guerra, até o primeiro voo comercial, passando pela entrada da Infraero na administração nos anos 70 e a internacionalização nos anos 90. Muito desta trajetória tem sido lembrada e revelada na internet pelo grupo de funcionários e ex-funcionários do aeroporto intitulado Resgatando a História do Aeroporto Afonso Pena. O Facebook, de mesmo nome, é uma viagem nostálgica e rica em informações. Com a ampliação, pela Infraero, em dobro da infraestrutura do terminal de embarque e desembarque, em março, o resgate pode se tornar um museu aberto à população.

“Agora há espaço, limitação que antes era a principal questão. Planejamos uma linha do tempo não só com fotografias, mas também com equipamentos e curiosidades que fazem parte de 70 anos do aeroporto e da aviação brasileira”, conta Sergio Dombroski, funcionário da Infraero que está à frente do projeto.

“Fomos, recentemente, conhecer o museu do O Boticário como referência para nós. A representante do setor de Educação e Cultura, Marines da Silva, nos recebeu e apresentou, inclusive, o acervo de produtos e comunicação institucional e comercial da empresa. Depois, conversamos com o secretário de Comunicação da Prefeitura de São José dos Pinhais, Adriano Muhlstedt, que nos falou das suas propostas de valorização do aeroporto como um local turístico. As pessoas que quiserem contribuir com projetos, fotografias e outras possibilidades de informações, para um futuro museu, que entrem em contato no e-mail sergio_dombroski@hotmail.com”, acrescenta Sergio Dombroski.


Premiação e histórico de personalidades
O Aeroporto Internacional Afonso Pena foi eleito, em março, o melhor aeroporto brasileiro no Prêmio Aeroportos + Brasil 2016, organizado pela Secretaria de Aviação Civil (SAC). No início de 2016, a Infraero entregou a ampliação do terminal de passageiros, que recebeu investimentos de R$ 267,1 milhões. O terminal agora conta com uma área de 112,17 mil m² (a anterior era de 45,93 mil m²), e a capacidade do aeroporto passou de 7,8 milhões de passageiros por ano para 14,8 milhões de passageiros por ano. Em 2015, foram registrados 7,2 milhões de embarques e desembarques.

O aeroporto é a porta de entrada e chegada do País e do mundo em São José dos Pinhais, região de Curitiba e demais localidades do Brasil. Autoridades e líderes como o presidente Juscelino Kubitschek, Papa João Paulo II, o cientista Jacques Cousteau, entre outros, passaram pelo local com enorme atenção da sociedade. Como parte do público que teve a oportunidade de ficar perto dos grandes nomes do século XX, estavam turistas, funcionários da Infraero e taxistas que registraram a história em fotos amadoras.

PautaSJP.com

Mais imagens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: