Profissionais liberais são pré-candidatos pela primeira vez em SJP


PautaSJP.com entrevistou diferentes concorrentes à Câmara na eleição que acontece daqui a cinco meses. Eles comentam ao site de notícias sobre a política são-joseense e as razões de tentarem ser legisladores.

Blog Single Marcelo Pereira, Franciele Stoco e Anderson Baggio no Bosque da Usina
Daqui a cinco meses, dia 02 de outubro, acontece a eleição para vereadores e prefeito. Em São José dos Pinhais, ao contrário de 2012, quando centenas de pessoas saíram para a votação de vereador, por causa do aumento de cadeiras de 14 para 21, neste ano, provavelmente serão menos interessados em uma vaga na Câmara Municipal. Entre os pré-candidatos ao Legislativo da cidade, o PautaSJP.com entrevistou três profissionais liberais que concorrerão pela primeira vez. Ainda jovens, eles tem em comum uma carreira de sucesso em seus trabalhos. Agora, buscam o objetivo de uma política mais séria, aberta a discussões com as comunidades, negociações com o Poder Público, mas, sem negociatas.

Marcelo Pereira, Franciele Stoco e Anderson Baggio comentaram sobre o motivo de participarem do pleito, falaram de propostas de mandato, a questão do assistencialismo, responderam sobre os atuais salários dos vereadores de R$ 11,5 mil, em como fazer três mil votos, o que pensam da Operação Lava Jato, impeachment da presidente Dilma e demais temas.

Marcelo de Paula Pereira, 42 anos, socorrista, pré-candidato pelo PSC (Partido Social Cristão)
Por que é pré-candidato? - Queremos mudanças. Temos que nos colocar a disposição para ajudar a melhorar a cidade e escolhi o PSC depois de uma longa conversa com o presidente do partido, o vice-prefeito Toninho da Farmácia. Existe uma ideologia no grupo que faz uma politica diferente e participativa. Então, realmente no PSC poderei seguir meus princípios e objetivos e trabalhar para São José dos Pinhais.

Propostas - São muitos projetos de lei em prol de melhorias para o município. Buscamos o cargo no Legislativo com o intuito de trazer boas ideias e transformá-las em leis e assim beneficiar o contribuinte e a cidade. Olhando as dificuldades que o atravessamos como cidadãos, quero legislar de maneira coerente para o crescimento ordenado e priorizando quem paga os impostos.

Assistencialismo - Quanto a ser procurado pelos eleitores, jamais deixarei de atender, orientando e direcionando o mesmo ao local certo onde será resolvido seu problema, mas não usaria carro oficial da Câmara para outros fins que não o proposto de legislar, pois responderia por essa atitude incorreta.

Salário de R$ 11,5 mil é alto na função? - Ao falarmos em ganhos, o salário de um vereador é comparável ao de um grande profissional desenvolvendo sua função em uma empresa privada. Esse funcionário terá que trazer retorno à empresa. O vereador não é diferente, ocupando um cargo importante compatível com o salario, mas, também, terá que trazer retorno. Nesse caso, a empresa pela qual teremos que prestar contas do nosso trabalho é o contribuinte.

Mídias sociais - O pleito eleitoral esta se aproximando e em 2016 a internet continuará em evidencia, então, poderemos utilizar dessa ferramenta de divulgação dos trabalhos feitos e das propostas. Esta mídia é um recurso muito importante e barata, principalmente para nós, candidatos com poucos recursos financeiros. Usarei, além da internet, o corpo a corpo e gastarei muita sola de sapato.

O que acha da Operação Lava Jato? - É fundamental para que o povo brasileiro saiba que ainda temos Justiça no País, pois colocou muitos políticos e empresários na cadeia. Aprovo e estou junto com o juiz Sergio Moro. O impeachment é uma consequência da corrupção onde está em evidencia a presidente Dilma. Espero que futuros presidentes possam, realmente, trabalhar pelo povo brasileiro e não apenas legislarem em causa própria, como atualmente temos visto.


Franciele Ulson Volpato (Fran Stoco), 34 anos, jornalista, pré-candidata pelo PV (Partido Verde)
Por que é pré-candidata? - Decidi ser pré-candidata, pois tenho como convicção continuar o trabalho da minha mãe [vereadora Lúcia Stoco], a qual admiro pela sua garra e determinação. Tenho também como exemplo o meu falecido avô [Altivir Stoco], uma pessoa humilde e que sempre esteve à frente do seu tempo. Pretendo aliar os ensinamentos os quais tive o privilégio de ter, com a energia e o espírito empreendedor de uma jovem.

Propostas - Gostaria que as crianças do quarto e quinto ano da rede municipal de ensino pudessem ter aulas de Empreendedorimo e Educação Financeira.

Assistencialismo - Enquanto o município de São José dos Pinhais não tiver ambulâncias suficientes e um hospital referência para atender a população, infelizmente, o assistencialismo vai acontecer. Como é possível uma pessoa com dificuldade de caminhar, que tem um exame agendado para às 7h da manhã, em um local que fica há mais de 50 km de distância de sua residência, fazendo uso do transporte coletivo?

Salário de R$ 11,5 mil é alto na função? - É realmente uma remuneração que poucos trabalhadores recebem. Não podemos desvalorizar o trabalho do vereador, o qual tem uma função pública importante e válida, e que, entre as atribuições, está a fiscalização das ações da Prefeitura, produzir e fiscalizar o cumprimento de leis de interesse do povo, mas, o subsídio, poderia sim, ser menor.

Mídias sociais - As redes sociais terão papel fundamental na escolha do candidato. Todos estão cada vez mais conectados. A informação chega muito rápido. Porém, muitos conteúdos disponíveis na rede, e que são compartilhados, não são verdade. Temos que ter cuidado. Pretendo fazer uso dessa ferramenta da melhor maneira possível, de forma simples e clara.

O que acha da Operação Lava Jato? - É com certeza a maior investigação de corrupção da história do país. Muitas vezes, chega a ser difícil assimilar e entender o emaranhado de informações. Mas, é de fato, uma operação louvável, e que, na minha opinião, terá ainda muitos desdobramentos. Caso o impeachment da presidente Dilma Rousseff venha a acontecer no Senado, não vejo, com a posse do vice-presidente Temer, grandes mudanças. Nosso país passa por uma fase política e de economia difícil. O bom seria, se pudéssemos, ter neste momento nova eleição para a escolha de presidente e vice-presidente.

Anderson Baggio, 35 anos, publicitário, pré-candidato pelo PTC (Partido Trabalhista Cristão)
Por que é pré-candidato? - Fui para o PTC devido ao convite do presidente da legenda, Fabiano da Rosa, meu amigo de muitos anos e companheiro no Rotary Clube Murici.

Propostas - Parte do meu trabalho será focado na Sustentabilidade, onde proporei leis que incentivem os moradores da cidade a tomarem atitudes renováveis em troca de incentivos fiscais como IPTU, ou seja, plantando árvores na frente da casa, usando painéis solares, tendo um percentual da área de terreno dedicada ao plantio de horta ou fazendo telhado com coleta de água da chuva. São José dos Pinhais tem muito potencial, mas tem que melhorar na Saúde, Segurança e no desenvolvimento urbano. Vejo todos os dias o engarrafamento da Avenida Rui Barbosa sentido Guatupê. A Prefeitura precisa duplicar aquele trecho e criar mais acessos. Outro problema são os ônibus, pois com a retirada dos cobradores, gerou um enorme descontentamento da população. Deve haver uma solução para isso, com a volta dos cobradores ou implantação de mais pontos para compra do cartão.

Assistencialismo - Não usaria o bem público para fazer algo ilegal. São pequenos detalhes em que testamos a nossa honestidade. Agora, o que estiver dentro da minha capacidade de ajudar os outros, certamente, será feito.

Salário de R$ 11,5 mil é alto na função? - Acho um bom salário. Qual o propósito de um vereador? Ganhar dinheiro ou ajudar a população? É claro que todo trabalho deve ter uma remuneração compatível. Se a remuneração de vereador em nossa cidade fosse pequena não teríamos tantos candidatos não é mesmo?

Mídias sociais - A internet e as redes sociais não são mais novidades, mas é incrível a falta de criatividade em se utilizar destes meios, e não é só isso, muitos candidatos têm medo de se expor através das redes sociais, pois é um canal democrático, onde o que você posta gera repercussão imediata. É um terreno onde vale a velha máxima “Quem não deve, não teme”. Então, posta e se comunica!

O que acha da Operação Lava Jato? - A Lava Jato é essencial, não só para punir os atuais envolvidos em crimes como também uma ótima ferramenta para coibir crimes futuros. Muitos políticos estão vendo nesta operação que a impunidade está cada vez menor. Quanto ao impeachment da “presidenta”, não sou jurista para afirmar a legalidade do ato, mas como cidadão, vejo inúmeros descasos dela como presidente. Não acredito que nossa economia, já fragilizada, tenha força para aguentar até 2018, fazendo com que infelizmente o impeachment seja uma solução neste momento. É óbvio que o Temer tomará de imediato medidas positivas para o mercado, dando também automaticamente mais esperança para o povo brasileiro, o que não quer dizer que ele será um bom presidente. Mas se eu estivesse no lugar dele, faria o melhor trabalho possível para garantir a reeleição em 2018, é claro, se ele não cair antes. Esta troca dará ao país um intervalo para respirar, em uma luta onde, entre socos e chutes, o mais prejudicado é o povo brasileiro.

PautaSJP.com

Mais imagens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: