OAB/PR-SJP entrega indícios de compra de votos a vereador


Material, que pode gerar cassação de mandato de eleito, foi apresentado ao Ministério Público (MP) que vai apurar denúncia

Blog Single O nome do vereador que teria ganhado ilegalmente será preservado até fim do inquérito
Procurada por eleitores que denunciaram compra de votos no pleito entre os vereadores de São José dos Pinhais, a Subseção São José dos Pinhais da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção Paraná, entregou ao Ministério Público da cidade o que seriam gravações que comprometeria um político eleito ao mandato 2017-2020. A aquisição de votação em troca de dinheiro faria parte de áudio gravado, mais imagem da urna com foto do candidato no dia 02 de outubro, segundo a Subseção.

Ainda de acordo com a OAB/PR-SJP, trata-se de um caso de favorecimento muito questionável em face que uma das atribuições dos vereadores é a ética em fiscalizar o dinheiro público, a realização de obras, os investimentos na saúde, educação, entre outras observações prioritárias.

“Cabe as autoridades apurarem os fatos e, se confirmados, a Justiça pode cassar o político que foi colocado no poder pelo povo. A compra de votos deixa claro que a corrupção está enraizada e sendo disseminada como um câncer silencioso”, diz a entidade advocatícia, por meio de nota.

Atualmente, o Legislativo Municipal possui 21 cadeiras. Na recente eleição, a renovação na Câmara foi de 35%. Nos últimos anos, o Ministério Público tem investigado a maior parte dos vereadores, com inquérito e andamento, em que são acusados de usarem a estrutura para assistencialismo, colocando o carro legislativo para transportar eleitores até para outras cidades. Também faz parte dos processos a apuração de funcionários fantasmas.

PautaSJP.com

Compartilhe esta notícia no Facebook: