Greca anuncia que Ligeirinho de SJP voltará a ser direto

Blog Single
A briga entre a URBS, que administra o funcionamento dos ônibus de Curitiba, com a Comec, órgão do Estado que administra os ônibus metropolitanos acabou no primeiro dia de trabalho do novo prefeito de Curitiba, Rafael Greca. Desde o início de fevereiro de 2015 que os passageiros das linhas metropolitanas precisam pegar um ônibus a mais assim que entram na Capital. O prejuízo de tempo aos usuários começou quando o governador Beto Richa e o prefeito de Curitiba, à época, Gustavo Fruet, se desentenderam. Cada órgão passou a cuidar das linhas em separado.

“Uma promessa de campanha. Colombo e outras cidades, como São José dos Pinhais, nos próximos dias, retomarão a integração”, disse Rafael Greca, durante contato com a imprensa na sede da Prefeitura ontem (02), antes de passar mal e ser internado no Hospital Marcelino Champagnat.

Nestes dois anos, quem vai para a estação tubo do Terminal São José, para embarcar no Ligeirinho, tem que fazer a conexão no Terminal Boqueirão entrando em outro veículo. Para voltar, deixou de ser aceito o cartão da URBS, obrigando os passageiros a fazer um segundo cartão intitulado Metrocard.

Antes, o ônibus São José dos Pinhais seguia pela Avenida das Américas/Avenida Marechal Floriano com as paradas programadas até o Terminal da Barreirinha, próximo da cidade de Almirante Tamandaré. Hoje, é necessário desembarcar assim que o Ligeirinho entra em Curitiba.


Quadro de saúde estável
Segundo a Prefeitura, o quadro de saúde do prefeito Rafael Greca manteve-se estável nas últimas 12 horas, desde que o prefeito foi internado com embolia pulmonar. “Houve melhora dos sintomas respiratórios. Ele passou bem a noite no Hospital Marcelino Champagnat. A previsão para as próximas horas é de realização de exames para acompanhamento da evolução do quadro. Até o momento é favorável. O próximo boletim será divulgado às 17h”, traz a nota da Assessoria de Imprensa desta terça de manhã.

PautaSJP.com

Compartilhe esta notícia no Facebook: