Obras Copa 2014 - SJP custarão mais 13 milhões, diz Comec

Blog Single
Em janeiro de 2013, começaram as obras da Copa 2014 para melhorar o acesso de Curitiba pelas avenidas Torres (Comendador Franco) e Américas (continuação da Av. Marechal Floriano) em direção ao Aeroporto Internacional Afonso Pena. O trecho são-joseense por estas duas vias já consumou em recursos federais (PAC Mobilidade), aplicados pelo governo do Paraná, R$ 45 milhões, segundo a Coordenadoria Metropolitana (Comec) do órgão estadual. Após falência da empreiteira licitada Empo, que entregou parcialmente a parte de cima de seis trincheiras, sendo cinco novas, o Estado vai divulgar uma nova licitação cujo orçamento de finalização dos projetos terá um acréscimo de R$ 13 milhões. A previsão em 2012 era um investimento de teto de R$ 47 milhões, e o novo total previsto somado será de R$ 58 milhões.

De acordo com o diretor técnico da Comec, Sandro Setim, o valor a mais é possível dentro de uma legislação com margem de gasto de até 25% além dos recursos previstos. “Com o andamento das obras, surgiram questões não previstas no planejamento, gerando a necessidade de certas mudanças. Assim que a responsabilidade da empresa anterior for apontada pela Justiça, uma nova empresa, ou a que ficou em segundo lugar, na licitação antes de 2013, vai assumir a finalização da requalificação das vias e trincheiras”, explicou Sandro Setim, em entrevista para a TV-RPC.

A proposta corredores Avenida Américas e Torres – Aeroporto contempla seis trincheiras, sendo duas novas na Torres e uma nova de pedestres e ciclistas ligando o Parque Linear do Ressaca ao Parque São José; mais as duas novas da Avenida Américas (Joaquim Nabuco e Claudino Santos); e a ampliação da trincheira do aeroporto (Lipinski).

Recentemente, a reportagem do PautaSJP.com passou pelos canteiros e não há mais material disponível como estruturas de alvenaria. Muito da parte estrutural, como ferros galvanizados, estão expostos e estragando.

Desde o início de 2013, quando começaram as obras, a vida de moradores, transeuntes e comerciantes das regiões afetadas virou um emaranhado de dificuldades. O Mundial da FIFA já acabou em Curitiba e a Seleção Brasileira já se classificou para a Copa 2018 na Rússia. Nos últimos anos, foram várias prorrogações e novas datas anunciadas pela Comec.


Seis grandes obras atrasadas em SJP
Na proposta do Corredor Aeroporto-Rodoferroviária pelas Avenidas Torres e Américas, estão em andamento os seguintes projetos:
1 - trincheira da Rua Arapongas (Igreja São Cristóvão)
2 - trincheira do Aeroporto Afonso Pena;
3 - No trecho Corredor Marechal Floriano segue a requalificação da ponte entre São José e o bairro Boqueirão incluindo os dois quilômetros da Avenida das Américas;
4 – trincheira para pedestres e ciclistas na altura do Portal São José dos Pinhais, por baixo da Avenida das Torres, ligando o Rio Ressaca ao Parque São José.
Obs: 5 - a trincheira da Rua Arlindo Costa, que funcionaria como binário com a trincheira da Igreja São Cristóvão, na Avenida das Torres, está praticamente pronta, mas faltam os acabamentos de sinalização e parapeito dos pedestres; 6 - da mesma forma, apesar de também darem acesso, não há sinalização e iluminação nas trincheiras da Rua Claudino dos Santos e da Rua Joaquim Nabuco, na Avenida das Américas.


Nota Comec
A Comec comunicou que o reinício das obras ocorrerá a partir da contratação da nova empresa executora do Corredor Aeroporto-Rodoferroviária e do Corredor Marechal Floriano. Foi aberto processo administrativo para apurar responsabilidades. Atualmente, o processo está em fase de rescisão de contrato com a atual empresa executora. Depois desta etapa, será contratada uma nova empresa que concluirá as obras. Estas informações já foram tratadas com a Caixa Econômica Federal e o Ministério das Cidades.

PautaSJP.com

Mais imgens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: