Associação de Imprensa é criada em São José dos Pinhais 26-Oct-08

Entidade reúne profissionais da área e tem como principal objetivo a união e o fortalecimento da categoria


Entidade reúne profissionais da área e tem como principal objetivo a união e o fortalecimento da categoria

Na noite da última sexta-feira, 24, um jantar marcou a fundação da Associação de Imprensa de São José dos Pinhais (Assimp). A entidade congrega profissionais diplomados e atuantes na mídia são-joseense, bem como, representantes de veículos de comunicação do município. A Assimp nasce com o principal objetivo de defender e fortalecer os interesses da classe.
Jornalistas, fotógrafos, radialistas, diagramadores, bloguistas, colunistas sociais, proprietários de veículos de comunicação e convidados reuniram-se, animados, para a oficialização da entidade. Todos os presentes receberam o título de sócios fundadores da Assimp. “Hoje iniciamos um novo ciclo na história da imprensa local”, disse o jornalista e idealizador da entidade, Clediney Silva. “O lançamento da Assimp vem ao encontro deste novo momento de expansão e profissionalização de nossos meios de comunicação. Queremos dar suporte, incentivo, força e união aos profissionais e veículos de nosso meio”, reforçou ele.
“São José dos Pinhais tem hoje vida própria. E profissionais próprios. Não precisamos mais buscar na capital mão-de-obra qualificada para a produção de nossas próprias notícias. Aqui temos jornalistas, fotógrafos, diagramadores, publicitários, colunistas, provedores de internet, site de notícias, rádios e jornais. Temos a informação e temos quem sabe captar, organizar e transmitir estas informações. E isso há de ser valorizado”, ressaltou a jornalista Mauren Lucrecia.
Durante a reunião, discutiu-se sobre os novos rumos da entidade, levantando-se questões como ética, união de classe e valorização da categoria. Os donos de veículos fizeram questão de colocar a dificuldade em se manter ativo um jornal, além de lembrar sua principal utilidade. “Um jornal serve para servir ao seu eixo principal de credibilidade: o leitor. Um jornal serve para ir além da notícia quando busca suas relações, seu contexto, as circunstâncias que geraram o fato e a avaliação de suas conseqüências. Um jornal serve para pensar. E ser pensado por gente livre”, discursou o jornalista Agemiro Garcia.
Palestrante convidado, o desembargador Elpídio Donizetti, presidente da Associação Nacional dos Magistrados Estaduais (Anamages), falou da importância de se buscar direitos para a coletividade. “Quando se almejam direitos coletivos, há legitimidade”, disse, destacando o valor da imprensa. “A imprensa é sinônimo de restauração e efetivação de um estado democrático.”
São José dos Pinhais possui hoje seis jornais, duas rádios, um site de notícias, um provedor de internet, uma empresa de assessoria e um número ainda não contabilizado de profissionais e colaboradores. Os interessados em participar da Assimp podem cadastrar-se no site www.assimp.net.

Divulgação Assimp